Pub

Aquele concelho foi fortemente afetado pelos fogos florestais de julho de 2012, pelo que a revitalização da área florestal é uma das principais preocupações do executivo, que vai contar com apoios estatais superiores a um milhão de euros para a estabilização de solos e prevenção de incêndios.

Em comunicado, o executivo municipal frisa que vai continuar a fazer uma gestão rigorosa atenta às necessidades da população e que mantenha a autarquia livre de dívidas, tal como tem acontecido até agora, o que impediu o município de beneficiar do plano de apoio e resgate financeiro lançado pelo Governo.

Segundo a autarquia, a requalificação da Praça da República e do Jardim Carrera Viegas e a criação de um circuito de manutenção junto à Variante Sul foram os três projetos mais votados pelos munícipes durante a fase de auscultação do Orçamento Participativo.

O executivo pretende ainda apostar em projetos na área social, como a criação de um espaço multiusos e de um balneário no bairro social da vila e o reforço de iniciativas como a loja social, o banco municipal de alimentos e o programa de apoio “Mão Amiga”.

Parte do orçamento municipal vai ser canalizada para o início do projeto “São Brás Acessível para todos”, que visa a adaptação dos espaços que acolhem os serviços municipais e espaços públicos para que possam ser utilizados também por cidadãos de mobilidade reduzida.

Lusa

Pub