Pub

Numa colaboração com o portal Educris, do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), o diretor do Secretariado da Catequese da Diocese do Algarve destaca o “desafio” para os catequistas em tempo de pandemia e aponta à “redescoberta” da sua missão e à “re-invenção” dos seus métodos.

“Neste momento também as famílias esperam de nós uma presença missionária diferente”, considera o padre Pedro Manuel, acrescentando que “como verdadeiros missionários é preciso chegar de forma diferente ao coração de quem está em casa”. “Vivemos uma verdadeira oportunidade de mudança e alteração de paradigmas, também no nosso coração. Em que medida poderemos fazer diferente e chegar à meta? Aqui está o coração desta fase”, acrescenta.

O sacerdote sustenta que “a Sagrada Escritura, a oração pessoal, os catecismos, as redes sociais” “são caminhos para que o verdadeiro «encontro» aconteça”. “Este é um verdadeiro «Kairós-Tempo Favorável» para que uma sentida Quare(ntena)sma nos conduza a um encontro com o Ressuscitado que se traduzirá num tempo Pascal celebrado e vivido a partir do encontro com o essencial… o Senhor”, escreve.

O padre Pedro Manuel propõe ainda realização de uma ‘Lectio Divina’.

Pub