Breves
Inicio | Sociedade | Pais de alunos de escola de Faro pedem remoção de telhado de fibrocimento

Pais de alunos de escola de Faro pedem remoção de telhado de fibrocimento

Escola_jose_neves_juniorOs representantes dos pais no Conselho Geral Transitório do Agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa, em Faro, anunciaram na segunda-feira terem pedido ao Ministério da Educação a remoção de um telhado de fibrocimento da escola básica Neves Júnior.

Em declarações à agência Lusa, Paulo Gordinho, representante dos pais na escola Neves Júnior e no Conselho Geral transitório do agrupamento, explicou que os encarregados de educação viram que havia um telhado desse material no estabelecimento de ensino e aprovaram recomendações a pedir a sua remoção à Câmara de Faro e ao Ministério da Educação e Ciência.

“Apercebemo-nos que esta situação não estava identificada e não havia qualquer trabalho programado para a remoção desse material, pelo que aprovámos estas recomendações à Câmara e ao Ministério para darmos nota da situação e pedirmos a sua remoção o mais rapidamente possível”, afirmou Paulo Gordinho.

A mesma fonte disse já ter recebido da Câmara de Faro uma resposta a dar conta de que, em “face da falta de técnicos habilitados para avaliar esta situação, iria interceder junto do Ministério da Educação para que a situação fosse vista o quanto antes”.

Sandra Monginho, outra representante dos pais no conselho geral transitório do agrupamento de escola, disse que, apesar de o pedido ter partido dos encarregados de educação da escola Neves Júnior, também tem assento nesse órgão e o que está em causa “é um telhado exterior de um pátio em fibrocimento”, que contém amianto, material que é cancerígeno.

A mesma fonte disse que as recomendações “exigem a remoção urgente dos telhados de amianto, que se encontram em avançado estado de degradação”, no âmbito dos “trabalhos que o Governo tem anunciado e que está a promover para retirar estes materiais” cancerígenos de edifícios públicos.

“O objetivo é que os trabalhos sejam realizados o quanto antes, se possível aproveitando o período de férias da Páscoa, que começam no final desta semana. Sabemos que há mais locais que precisam desses trabalhos e não sei se é possível retirar o telhado ainda nas férias, por isso pedimos que seja efetuado o mais rapidamente possível”, acrescentou.

A retirada do telhado vai permitir que a escola Neves Júnior “cumpra assim a legislação comunitária e nacional em vigor” sobre esta matéria, frisou Paulo Gordinho.

“Os pedidos dos pais foram aprovados pelos restantes conselheiros. Na sequência desta deliberação, a presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de escolas enviou à Câmara de Faro e ao Ministério da Educação e Ciência um pedido de remoção imediata dos telhados em fibrocimento na referida escola, que foi construída nos anos oitenta” do século passado, pode ler-se no comunicado em que pais anunciaram o pedido de remoção do telhado.

Verifique também

Homem detido em Loulé por suspeita de abuso sexual de criança

Um homem foi detido na sexta-feira por ser suspeito de ter abusado sexualmente de uma …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR