Pub

Em tempo de pandemia que motivou também a suspensão das celebrações litúrgicas para evitar a propagação do número de contágios, as paróquias da matriz e de Nossa Senhora do Amparo de Portimão encontraram formas alternativas de viver a próxima Quarta-feira de Cinzas que amanhã, 17 de Fevereiro, a Igreja celebra.

A paróquia de Nossa Senhora do Amparo lançou a campanha com o lema ‘Cinzas à Vista’ que tem hoje início e termina amanhã e que será dinamizada em três momentos com transmissão em direto no seu canal do YouTube e por mensagens sms ou através da aplicação de mensagens instantâneas WhatsApp.

Hoje, pelas 21h, será feito o lançamento da campanha e amanhã, pelas 7h, a iniciativa terá continuidade com uma oração da manhã de, aproximadamente, 20 minutos e terminará com a missa de Quarta-feira de Cinzas, pelas 21h. Dez 10 minutos antes de cada um destes três eventos, os participantes inscritos receberão no seu telemóvel uma mensagem a recordar e a fornecer a hiperligação para poder seguir facilmente a emissão. Os interessados em participar deverão uma mensagem (WhatsApp ou sms) para 918174286 até às 14h do dia de hoje, a informar que querem participar na campanha ‘Cinzas à Vista’, indicando o nome e o telemóvel.

Para além de um telemóvel e de uma forma de acesso à internet, os participantes deverão precisa de ter uma pequena quantidade de Cinzas que levarão “sempre consigo” aonde forem. “Podem ser umas cinzas da sua lareira ou umas cinzas feitas por si queimando um quadrado de papel, guardadas (por exemplo) num pequeno envelope de bolso”, esclarece a paróquia. Para além disso, devem ainda ser portadores de uma pequena cruz e de uma folha de papel e uma caneta para ir tomando as notas que forem sendo indicadas ao longo do dia.

Na paróquia da matriz da cidade, os participantes, munidos de pequeno recipiente próprio (caixa de comprimidos ou similar) deverão recolher na igreja matriz até amanhã as cinzas benzidas, durante o seu horário de abertura (10h-12h30 e 15h-18h), que em casa devem ser colocadas “num lugar digno da sala, junto da Bíblia, aberta em Mc 1,14-15.

Os participantes foram convidados a acompanhar a eucaristia presidida, pelas 21h, pelo bispo do Algarve na Sé de Faro, que será transmitida em direto nas redes sociais da Diocese do Algarve – Facebook e YouTube -, do jornal Folha do DomingoFacebook e YouTube – e da Mais Algarve –  Facebook e YouTube.

No momento em que o bispo do Algarve impuser as cinzas, o pai ou a mãe também deverão impor as cinzas nos outros membros da família, dizendo: “Convertei-vos e acreditai no Evangelho”. No final da celebração são convidados a partilhar “o que a Palavra de Deus disse a cada um” e “combinar o gesto/propósito da família para a Quaresma”.

Os católicos de todo o mundo começam amanhã a viver o tempo da Quaresma, com a celebração das Cinzas, que são impostas sobre a sua cabeça durante a Missa.

A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos (Santa Sé) disposições a serem seguidas pelos celebrantes no rito de imposição das Cinzas, para evitar a propagação da Covid-19.

Após abençoar as cinzas e aspergi-las com água benta, o presidente da celebração dirige-se à assembleia, recitando uma das fórmulas do Missa Romano – “Arrependei-vos e acreditai no Evangelho”, “Lembra-te, homem, que és pó da terra e à terra hás de voltar”.

Esta fórmula não se repete a cada imposição das cinzas nos participantes que se aproximarem do sacerdote, ao contrário do que é habitual.

Pub