Breves
Inicio | Igreja | Papa aponta ao sentido de comunidade para superar desafios levantados pelas redes sociais

Papa aponta ao sentido de comunidade para superar desafios levantados pelas redes sociais

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O papa Francisco apresentou hoje a redescoberta do sentido de comunidade como forma de superar os desafios levantados pelo recurso crescente às redes sociais e internet.

“Não basta multiplicar as conexões para ver crescer também a compreensão recíproca”, sublinha, na sua mensagem para 53.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, divulgada pela Santa Sé, que tem como tema ‘Das comunidades de redes sociais à comunidade humana’.

Francisco defende a necessidade de reencontrar a “verdadeira identidade comunitária”, na consciência da responsabilidade todos têm, uns para com os outros.

O texto realça que a identidade humana se funda sobre “a comunhão e a alteridade” e que, para os cristãos, há um olhar de inclusão, ensinado por Jesus, que leva a “descobrir a alteridade de modo novo, ou seja, como parte integrante e condição da relação e da proximidade”.

“A verdade revela-se na comunhão; pelo contrário, a mentira é recusa egoísta de reconhecer a própria pertença ao corpo; é recusa de se dar aos outros, perdendo assim o único caminho para se reencontrar a si mesmo”, observa o pontífice.

Para o papa, é urgente deixar de ver as pessoas como “potenciais concorrentes”, promovendo antes a “capacidade de compreensão e comunicação” entre as pessoas.

A mensagem fala de uma “nostalgia de viver em comunhão, de pertencer a uma comunidade” no coração de todos e apela a “investir nas relações” humanas.

O papa sugere uma passagem do “like” ao “amen”, sustentando que “o uso das redes sociais é complementar do encontro em carne e osso, vivido através do corpo, do coração, dos olhos, da contemplação, da respiração do outro”.

“Abrir o caminho ao diálogo, ao encontro, ao sorriso, ao carinho… Esta é a rede que queremos: uma rede feita, não para capturar, mas para libertar, para preservar uma comunhão de pessoas livres. A própria Igreja é uma rede tecida pela Comunhão Eucarística, onde a união não se baseia nos gostos [like], mas na verdade, no ‘amen’ com que cada um adere ao Corpo de Cristo, acolhendo os outros”, conclui.

Francisco tem uma conta no Twitter, ‘@Pontifex’, em várias línguas, e está presente no Instagram com o perfil ‘@Franciscus’, com milhões de seguidores nestas redes sociais.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais foi a única celebração do género estabelecida pelo Concílio Vaticano II, no decreto ‘Inter Mirifica’, em 1963; assinala-se no domingo antes do Pentecostes (2 de junho, em 2019).

A mensagem do papa é tradicionalmente publicada por ocasião da festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, no dia 24 de janeiro.

Ecclesia

Verifique também

Núcleo de Faro da LIAM celebrou 75 anos de trabalho missionário

O núcleo de Faro da Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM) celebrou no passado domingo …