Pub

O papa convidou hoje os jovens católicos para a Jornada Mundial que vai ter lugar em Lisboa, no verão de 2022, evocando a história missionária de Portugal.

“Como destino da vossa próxima peregrinação intercontinental, em 2022, escolhi a cidade de Lisboa, capital de Portugal. De lá, nos séculos XV e XVI, inúmeros jovens, incluindo muitos missionários, partiram para terras desconhecidas a fim de partilhar a sua experiência de Jesus com outros povos e nações”, refere Francisco, numa mensagem divulgada hoje pelo Vaticano.

O texto recorda o tema escolhido para Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2020, que este ano é celebrado a nível diocesano, maioritariamente no Domingo de Ramos: ‘Jovem, Eu te digo, levanta-te!’.

Em 2021, o tema será ‘Levanta-te! Eu te constituo testemunha do que viste!’; já o tema da JMJ de Lisboa, em Lisboa, será ‘Maria levantou-Se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39).

As JMJ nasceram por iniciativa do papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Na sua mensagem para a jornada de 2020, Francisco desafia as novas gerações a ver uma realidade que vai para além do virtual.

O texto lança aos jovens o desafio de “uma viragem cultural”, a partir da mensagem de Jesus.

“Numa cultura que quer os jovens isolados e debruçados sobre mundos virtuais, façamos circular esta palavra de Jesus: ‘Levanta-te’. É um convite a abrir-se para uma realidade que vai muito além do virtual”, pode ler-se.

Francisco sublinha as “paixões” e “sonhos” dos mais novos, que podem ajudar a sociedade e a Igreja, “no campo espiritual, artístico e social”.

“Deixai que vo-lo repita na minha língua materna: ‘hagan lío’, fazei-vos ouvir!”, acrescenta.

Na mensagem, Francisco recorda o Sínodo dos Bispos dedicado aos jovens sobre o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, em 2018, afirmando que através dele a Igreja Católica lançou um processo de reflexão sobre a situação dos jovens no mundo atual.

A JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos (ou em data a definida por cada diocese), alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade.

As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

Ecclesia

Pub