Pub

No voto, subscrito pelas bancadas do PSD, CDS-PP, PS, BE, PCP e PEV, é recordada a carreira académica do professor da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve e a forma como contribuiu para impulsionar a investigação científica em torno da História do Algarve.

"Deixa em todos quantos o conheceram uma imagem de homem íntegro, culto, humanista, desprendido, humilde, com caráter, princípios e coragem cívica", lê-se no voto de pesar.

Sublinhando que "o Algarve e o país perderam um vulto eminente da sua cultura", os deputados lembram ainda que António Rosa Mendes foi "um pedagogo, poeta, jurista, editor e autor de uma vasta bibliografia".

"Social-democrata por opção política, foi presidente da Assembleia Municipal de Vila Real de Santo António entre 1985 e 1989 e vereador na mesma autarquia entre 1989 e 1993 e foi mandatário distrital da candidatura do PSD às eleições legislativas.

António Rosa Mendes faleceu na terça-feira, em Faro, com 59 anos.

Lusa

Pub