Breves
Inicio | DA | Paróquia da Sé de Faro promove celebração da eucaristia em língua gestual

Paróquia da Sé de Faro promove celebração da eucaristia em língua gestual

Lingua_gestualA paróquia da Sé de Faro promove a celebração da eucaristia de sábado, às 18h, também em língua gestual.

A paróquia explicou ao Folha do Domingo que a necessidade surgiu por causa de uma criança surda em particular que começou a frequentar a catequese paroquial e, consequentemente, passou a participar também na celebração dominical da eucaristia e acrescenta que o “serviço” está assim à disposição de todos os que o queiram aproveitar. “Fizemos um apelo para que mais voluntários possam ajudar neste serviço e surgiram duas pessoas que sabem língua gestual e estão na disposição de ajudar no caso de ser necessário”, sustenta o padre Pedro Manuel, um dos párocos da Sé de Faro.

O sacerdote explica que a mãe da criança em causa acompanha-a para fazer a tradução e interpretação em língua gestual e, na eucaristia, fica de frente para a assembleia em local visível na catedral. “O ano passado, a mãe solicitou formação ao nível da catequeses para poder preparar a filha, em casa. Entretanto, a menina inseriu-se também no agrupamento de escuteiros e mãe acompanha-a também aí”, conta o padre Pedro Manuel.

“Se entretanto começarem a aparecer mais crianças com esta necessidade concreta, poderemos formar um grupo de catequese específico”, acrescenta o pároco, garantindo que “na Igreja há espaço para toda a gente”. “É um serviço que a paróquia presta e que até gostaríamos de apostar mais nele”, complementa.

A língua gestual portuguesa, cujo Dia Nacional se comemora a 15 de novembro, foi reconhecida em 1997 enquanto língua da comunidade surda portuguesa pela Constituição da República Portuguesa, ano em que ficou definida a sua proteção e valorização “enquanto expressão cultural e instrumento de acesso à educação e da igualdade de oportunidades”.

Segundo a Associação Portuguesa de Surdos, estima-se que existam em Portugal cerca de 30 mil surdos falantes nativos de língua gestual portuguesa (na sua maioria surdos severos e profundos) e cerca de 120 mil pessoas com algum grau de perda auditiva (incluindo aqui os idosos que vão perdendo a audição gradualmente).

Hoje mesmo, o Governo anunciou, em Diário da República, a intenção de criar o Núcleo para a Língua Gestual Portuguesa como forma de promover e divulgar o ensino da língua gestual portuguesa e garantir padrões de qualidade quanto à conceção e uso da mesma.

Verifique também

Paróquia das Ferreiras acolhe Oficina de Oração e Vida

A paróquia das Ferreiras está a acolher uma Oficina de Oração (TOV) e Vida desde …