Inicio | Igreja | Paróquia de Alvor celebrou 40 anos da igreja da Penina e homenageou impulsionador da construção

Paróquia de Alvor celebrou 40 anos da igreja da Penina e homenageou impulsionador da construção

Homenagem_john_stilwell_igreja_penina (18)
© Samuel Mendonça

O bispo do Algarve presidiu hoje à celebração eucarística de comemoração dos 40 anos da dedicação da igreja de Santo André, da comunidade da Penina da paróquia de Alvor, que serviu também para homenagear o impulsionador da sua construção, John Benedict Stilwell, de 89 anos.

No dia 30 de novembro de 1974 aquela igreja era dedicada após oito anos de construção num terreno cedido pela Câmara de Portimão, junto ao Hotel do Golfe da Penina (hoje Le Meridien Penina Golf & Resort), inaugurado em 1966 pela Sociedade Turística da Penina, da qual John Stilwell era o principal acionista e administrador.

Para além da sua empreendedora ação para a construção da igreja da Penina, John Stilwell ofereceu ainda todas as alfaias litúrgicas e paramentos e ajudou também a edificar outras estruturas de apoio à paróquia de Alvor (incluindo a também a comunidade de Montes de Alvor) e apoiou igualmente aquelas três comunidades cristãs no seu crescimento na fé.

Na eucaristia de hoje, D. Manuel Quintas sublinhou o sentido daquela celebração em “atitude de gratidão e ação de graças”, não apenas pelos 40 anos da igreja, “mas, sobretudo, por aquilo que motivou a sua construção, graças à ação empreendedora de muita gente e, de maneira particular, do senhor John Stilwell”. “Queremos dar graças a Deus por essa disponibilidade e generosidade tão importante nos dias de hoje para construirmos, a partir do edifício, a Igreja que todos somos de pedras vivas”, afirmou o bispo do Algarve.

O prelado evidenciou, por isso, a importância da constituição de uma Igreja ministerial. “Não queremos ser uma Igreja nem clerical, nem laical. Queremos ser uma Igreja ministerial, apoiada nos ministérios, nos serviços que têm como fundamento estes dons. É isso que possibilitou a construção, há 40 anos, de um templo como este. Alguém é «motor», dinamiza e outros se associam. Gostaria que esta celebração despertasse em nós ainda mais esta força que todos nós constituímos que tem a sua origem nestes dons e carismas dos Espírito Santo. Só na medida em que os pusermos ao serviço uns dos outros é que eles se desenvolvem e nos enriquecem a todos. É assim que construímos comunidades vivas, fraternas e missionárias”, afirmou.

D. Manuel Quintas destacou ainda o início hoje do Ano da Vida Consagrada, sublinhando que a paróquia de Alvor e as comunidades da Montes de Alvor e Penina beneficiam do “dom” dessa dimensão da vida da Igreja, concretamente pelo serviço dos padres Manuel Honorato Antunes e Manuel Marques, missionários claretianos e párocos daquela paróquia.

Após a celebração, que contou também com a presença do padre Artur Teixeira, superior provincial da Congregação dos Missionários do Coração de Maria (claretianos) e presidente da Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP), seguiu-se o descerramento de uma lápide comemorativa do aniversário e a inauguração de uma exposição fotográfica alusiva aos três centros da paróquia e de arte sacra.

Verifique também

Fraternidade de Tavira da Ordem Franciscana Secular vai comemorar 350 anos de fundação

A Fraternidade de Tavira da Ordem Franciscana Secular (OFS) celebrará 350 anos de fundação no …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR