Pub

Celebração da bênção e lançamento da primeira pedra da igreja de S. Luís de Faro no 6 de janeiro de 1991

A paróquia de São Luís, em Faro, vai comemorar 25 anos de ereção canónica no dia 21 de junho deste ano.

Para assinalar este quarto de século de vida paroquial, a comunidade organizou um programa festivo que teve início já em outubro passado, no dia 7 daquele mês, com uma peregrinação paroquial à Sé de Faro (no contexto do então Ano Santo da Misericórdia) e que tem vindo a ter continuidade com a realização de uma iniciativa por mês.

Desta forma, promoveu em novembro passado (dia 11) uma conferência sobre pais e catequese e um convívio de São Martinho e em dezembro último (dia 11) um festival de coros com a participação dos corais Ossónoba e Acanto.

Hoje a paróquia celebra o 26º aniversário da bênção da primeira pedra da igreja paroquial, ocorrida no dia 6 de janeiro de 1991, obra que seria inaugurada no dia 21 de junho de 1992, com a ereção da paróquia. Em comunicado enviado ao Folha do Domingo, a comunidade paroquial recorda a “multidão considerável se congregou numa esplanada sediada no então conhecido como stio do «espaldão», onde fora preparado o cenário para a celebração” do lançamento da primeira pedra, presidida pelo então bispo do Algarve, D. Manuel Madureira Dias.

No próximo domingo será ainda realizado um encontro de charolas que inclui também o programa festivo neste mês de janeiro. A iniciativa, com a participação do Grupo Juvenil Bordeirense & União Bordeirense, terá lugar pelas 17.30h no salão paroquial.

As atividades mensais, a divulgar pela paróquia, prosseguirão nos meses de fevereiro, março, abril, maio e junho, com destaque neste último para a semana de 18 a 26 em que será assinalado o 25º aniversário da dedicação da igreja (dia 21) e, no dia 26, a celebração da eucaristia presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, com administração do sacramento da Confirmação.

“Fazendo uma retrospetiva do tempo decorrido, sentimos que não podemos deixar de nos congratular com o caminho já feito, ainda que sempre insatisfeitos com os objetivos alcançados, em termos comunitários. Esperamos ir sempre mais longe no serviço que prestamos, sendo, para tanto, desejável o empenho de todos. É esse renovado esforço que se deseja agora que celebramos o quarto de século de vida pastoral”, refere a paróquia.

Em julho do ano passado, o pároco de São Luís reconhecia em entrevista ao Folha do Domingo que os dias da inauguração da nova igreja e da ereção da paróquia como momentos marcantes nos seus 50 anos de sacerdote. “Representou para mim um desafio na linha da fé em que vi que, quando as obras são de Deus, não há que temer”, testemunhou o padre António da Rocha.

Pub