Pub

No domingo, na eucaristia da manhã na igreja matriz, realizou-se a bênção de nove grávidas e, à tarde, teve lugar no Santuário de Nossa Senhora da Piedade, popularmente conhecida como Mãe Soberana, a bênção de cerca de 30 bebés nascidos desde novembro de 2011.

“Estes meninos estão cheios de sorte porque os seus pais quiseram que nascessem. Infelizmente, sabemos que no nosso país nem sempre é fácil nascer”, afirmou o padre Henrique Varela, que presidiu à eucaristia, lembrando que “o Governo paga para algumas mães fazerem abortos e condena quem tira ovos de cegonhas”. Evidenciando este facto como uma “grande contradição da vida”, lembrou que “Portugal é o país do mundo com a taxa de natalidade mais baixa”.

O pároco de Loulé, que se regozijou por os pais quererem, “tal como Maria e José”, apresentar a Deus os seus filhos, lembrou ainda os “dramas que levam algumas pessoas a pôr a hipótese de não deixar nascer as crianças”. “As comunidades cristãs do Algarve, preocupadas com esta realidade, criaram uma instituição, ainda muito pequenina, que é a Casa da Mãe para apoiar as mães em dificuldade que são pressionadas para abortar. Ajudai e informai as pessoas para que esse não seja o caminho de ninguém. Não podemos encaminhar-nos para o caminho da morte”, acrescentou, referindo-se àquela valência da Cáritas Diocesana do Algarve.

“A vida é um dom que nos é oferecido, dom que Deus nos dá. Quando uma criança começa a ser gerada no seio de sua mãe, aí começa a viver e aí está ao cuidado da mãe”, destacou o padre Henrique Varela, lembrando aos pais que a escuta da palavra de Deus proporciona ensinamentos para a educação dos filhos. “Estes meninos e meninas hão-de crescer para a vida, apoiados no vosso amor e estímulo e hão-de aprender a descobrir como Jesus é grande e bom para com todos”, complementou, comparando os bebés a “flores em botão que estão a crescer para a vida”. “È um dom de Deus ver estes meninos e meninas todos aqui reunidos. É um hino à vida e ao amor de Deus que hoje estamos aqui a viver”, concluiu.

A Semana da Vida, este ano sob o tema "Criador por Amor – Chamados à Fé – Enviados a Amar", inspirado na reflexão que o Papa Bento XVI fez em junho de 2012 no Encontro Mundial da Família, em Milão, pretende celebrar a família como “dom e comunidade de todos os tempos”, explicou o padre António de Freitas, também pároco de Loulé.

Do programa da semana consta ainda, no próximo domingo (3 de fevereiro), a Bênção das Famílias em Jubileus Matrimoniais, uma celebração para os casais que, ao longo de 2012, completaram 25 ou 50 anos de casados e que será realizada pelas 11.30h, na igreja matriz de Loulé. No mesmo dia, mas pelas 17h no Santuário da Mãe Soberana, realiza-se a Bênção dos Noivos, uma celebração para noivos que irão casar-se ao longo deste ano de 2013. No mesmo dia haverá ainda um almoço de confraternização para as famílias no Centro Paroquial e Social de Loulé.

Até ao dia 2 de fevereiro, das 10 às 18h, realiza-se ainda a adoração ao Santíssimo Sacramento na capela de Nossa Senhora da Conceição e, no próprio dia 2, realizar-se-á, pelas 15.30h, a “Festa dos Avós e dos Netos” no Centro Paroquial e Social de Loulé.

Samuel Mendonça

Pub