Pub

O padre Joel Teixeira, pároco das três comunidades, explica que o projeto surgiu a partir da constatação – no decurso das várias iniciativas promovidas no presente ano pastoral de 2010-2011, dedicado por aquelas paróquias à família – do “«deficit» em relação ao conhecimento e vivência da Palavra de Deus por parte da maioria das pessoas”. “A Equipa de Animação das paróquias decidiu fazer um plano de dois anos, através do qual iremos tentar conhecer e viver melhor a Palavra de Deus”, afirmou à FOLHA DO DOMINGO, ressalvando que este projeto “não é o Plano Pastoral das paróquias”, mas “insere-se nele”.

O sacerdote explica ainda que os objetivos desta iniciativa são promover o “conhecimento exterior e interior da Bíblia” e a “vivência diária da Bíblia na vida dos cristãos” consubstancializados no propósito de “que em cada casa haja uma Bíblia”. “Como o próprio nome do projeto sugere, iremos procurar que a Bíblia deixe de ser um bibelô e passe a ser algo de importante e substancial na vida”, salienta o prior.

O projeto, que irá ser oficialmente apresentado no próximo dia 29 de deste mês, pelas 20.30h, na Raposeira, contará, ao longo dos dois anos, com mais de 150 atividades e terá início com um inquérito, a realizar nos próximos meses de julho e agosto, para “ajudar a perceber” a realidade e quais as ações a privilegiar.

No entanto, entre as iniciativas previstas estão uma subida ao monte (“No Monte com a Bíblia”), uma caminhada na praia (“Segue as pegadas da Bíblia”), um “Peddy-Paper da Bíblia”, a leitura da Bíblia em igrejas e locais públicos, a “Bíblia no Mar/Barco”, uma exposição sobre a Bíblia ou o Dia da Bíblia (30 de setembro), entre outras. No final dos dois anos será ainda realizada uma Semana da Bíblia.

Samuel Mendonça
Pub