Pub

Segundo Adelino Soares, a construção que circunda a vivenda pertencente ao empresário e antigo presidente do Sporting, Sousa Cintra, “é ilegal e foi embargada, após o construtor ter desrespeitado” a ordem da autarquia para suspender a obra.

A eventual ilegalidade foi denunciada em abril pelo PSD de Vila do Bispo, que criticou a “passividade" da autarquia ao não impedir a construção do muro em cima das dunas, na área de influência do Plano de Ordenamento da Orla Costeira.

“Quando a ilegalidade foi detetada, o responsável foi notificado para que suspendesse a construção, mas a ordem foi desrespeitada e a obra acabou por ser embargada”, explicou o autarca.

Adelino Soares reconheceu que o muro em causa “não está” de acordo com o projeto aprovado pela autarquia com o parecer favorável do Parque Natural, que previa “uma estrutura em pedra com rede, e de dimensões inferiores”.

Contudo, ressalva, que o processo “é muito confuso, e que está a ser reanalisado com os técnicos do parque, da autarquia e com os advogados do proprietário”.

O autarca disse ainda que este processo “é igual a muitos outros existentes no concelho, tratados quase diariamente pelos serviços camarários, mas que tem maior visibilidade por ser de um empresário muito conhecido”.

A Lusa tentou obter uma posição do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, mas ninguém se mostrou disponível para prestar declarações.

Lusa

Pub