Pub

“É uma aposta inovadora relacionada com a indústria e desenvolvimento de protótipos”, disse Paulo Pinheiro à Lusa, escusando-se a revelar a marca do promotor e o investimento previsto para a nova unidade que vai criar cerca de 35 postos de trabalho.

Segundo o administrador da Parkalgar, o processo “aguarda apenas pelo licenciamento da câmara de Portimão para que se iniciem as obras”.

Trata-se da segunda fábrica prevista para o Parque Tecnológico do AIA, a seguir à unidade de produção e transformação de automóveis de competição do modelo Panamera S da Porsche, cuja conclusão estava prevista para o final do ano de 2010.

Paulo Pinheiro reconhece que o processo da Proshe “tem sido mais difícil do que o que estava previsto, porque existem questões contratuais com a N Technology que estão a gerar atrasos”.

“As negociações têm decorrido mais lentamente do que se esperava, mas estou convencido que o processo ficará resolvido em breve”, observou aquele responsável.

Paulo Pinheiro explicou que “estão a ser acertadas questões de pormenor, como a utilização anual da pista do autódromo, para que a empresa possa efetuar os seus testes”.

A unidade fabril da Porshe, equipada com túnel de vento, e linhas de assemblagem e de fabrico de peças e chassis, tem um investimento previsto entre três e quatro milhões de euros, e a criação de 25 postos de trabalho diretos.

Numa área de 3 700 metros quadrados, a empresa italiana prevê implementar todas as estruturas que detém em Itália, no Mónaco e em Portugal, nomeadamente a sede da equipa de competição, o departamento comercial e uma escola de condução.

Paulo Pinheiro disse ainda ainda que decorrem "contactos com outras empresas que manifestaram interesse em instalar-se" num dos 10 lotes do Parque Tecnológico do AIA.

Folha do Domingo/Lusa
Pub