Pub

D. Manuel Quintas, que seguiu com os 173 algarvios para participar também naquele encontro mundial de jovens católicos com o Papa que se prolonga até ao próximo dia 21 deste mês, exortou-os, na Eucaristia de envio que decorreu na Sé de Faro, a viver as JMJ “por dentro” desde o primeiro dia. “O sucesso pessoal das JMJ depende do modo como cada um as viver, celebrar e nelas participar como protagonista e não com espetador”, disse.

O prelado desejou que estas JMJ “sejam verdadeiramente uma experiência de fé e encontro com Cristo, a festa da fé”. “Que esta festa tenha como fundamento a pessoa de Cristo e que essa alegria brote, sobretudo, deste encontro pessoal com Ele. Possa ser esta a vossa predisposição para participar nestas JMJ, de modo que, regressando à vossa família, paróquia e à nossa diocese, as possam enriquecer com tudo o que viverem”, acrescentou D. Manuel Quintas, lembrando que as JMJ “são dos jovens” e “não para os jovens”. “Não são outros que as programam e realizam para vós”, evidenciou.

O bispo do Algarve lembrou ainda o “ano de preparação” para as JMJ, iniciado com a vigília de oração, realizada há um ano naquela mesma catedral no âmbito da presença no Algarve da Cruz das JMJ, e regozijou-se por poder acompanhar agora os jovens da sua diocese. “Felizmente posso acompanhar-vos nesta peregrinação até Madrid e convosco saborear o sentido do conteúdo celebrativo deste encontro mundial de jovens”, disse.

A propósito do lema das JMJ – “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé” (Col 2,7) – aludiu à importância de construir uma vida estruturada em valores. “A palavra alicerce recorda-nos que é importante crescer na vida com referências e valores sólidos sobre os quais podemos atentar apoiar a nossa vida, que são geradores de estabilidade e que nos ajudam, não só a programar o dia de amanhã, mas a viver intensamente o presente”, afirmou D. Manuel Quintas, referindo-se à necessidade “crescer com autenticidade”, lembrando que essa autenticidade depende do “enraizamento da vida nos valores que nutrem, norteiam e inspiram” a vida.

No dia de ontem, em que a Igreja celebrou a solenidade da Assunção de Nossa Senhora, o prelado considerou “importante” e “até decisivo”, no início da peregrinação a Madrid, ter presente a figura de Maria, “também Ela peregrina da fé”. D. Manuel Quintas invocou a proteção de Nossa Senhora, não só para a viagem mas para toda esta semana”. “Conduzidos por Ela, possamos todos encontrar-nos com Cristo. É n’Ele que somos convidados a «deitar raízes», é Ele a «rocha firme» sobre a qual queremos construir a nossa vida, é Ele o fundamento e a força da nossa fé”, afirmou.

No início da celebração, concelebrada pelo cónego José Pedro Martins, padre Flávio Martins e pelos dois padres algarvios, António de Freitas e Paulo Ferreira, que irão acompanhar o grupo de jovens inscritos pelo Setor da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve e participada por muitos familiares e amigos dos peregrinos, o bispo do Algarve dirigiu-se particularmente aos nove jovens australianos que acolheram, em 2008, os algarvios em Brisbane, aquando da JMJ na Austrália, e que agora, de férias em Portugal, irão à JMJ de Madrid integrados no contingente algarvio. “Sois bem-vindos à nossa diocese. É com grande alegria que acolhemos cada um de vós, oriundos da outra metade do mundo. Esperamos que a vivência conjunta desta JMJ vos seja agradável. Vivam-na intensamente, de modo a encontrarem Cristo, o sentido das nossas vidas”, afirmou o prelado em inglês.

Após a Eucaristia, que prosseguiu com a oração e bênção de envio, os algarvios partiram do Largo de São Francisco em três autocarros, por volta das 00.30h de hoje, já em ambiente de festa.

Para além deste grupo, que ficará alojado em plena capital espanhola no colégio público Juan Gris sito na rua Muela de San Juan, seguiram ainda da Diocese do Algarve 12 jovens que irão às JMJ acompanhados pelo padre Pedro Manuel, através das Missionárias da Caridade, e cerca de 40 elementos do Caminho Neocatecumenal, oriundos das paróquias de Monte Gordo, São Pedro de Faro e Matriz de Portimão.

Os jovens de língua portuguesa, participantes nas JMJ, irão ter três catequeses nos dias 17, 18 e 19, respetivamente, sobre os temas “Firmes na fé”, “Alicerçados e enraizados em Cristo” e “Testemunhas de Cristo no mundo”. Os cerca de 15 mil portugueses em Madrid encontrar-se-ão ainda todos na manhã do dia 18 num encontro conjunto do contingente nacional com os 17 bispos portugueses participantes.

Os algarvios, inscritos através do Setor Diocesano da Pastoral Juvenil, celebrarão na próxima segunda-feira (dia 22), por volta das 6h, uma missa na igreja de São Paulo, em Tavira, o primeiro ponto de paragem em Portugal, após o regresso.

Samuel Mendonça

Pub