Pub

A recomendação faz parte de um conjunto de medidas propostas pela Comissão Episcopal da Mobilidade Humana e respectivos secretariados diocesanos, que se reuniram entre 5 e 8 de Julho para analisar o tema “Turismo: oportunidades de evangelização”.

O comunicado final do encontro, que decorreu em Ferragudo, concelho de Lagoa, sublinha a necessidade de “facilitar a celebração da fé”, recorrendo aos idiomas mais conhecidos.

A Igreja pretende também elaborar roteiros de turismo religioso e cultural, em colaboração com entidades públicas, e “fomentar a informação” dos horários e actividades realizadas pelas paróquias, recorrendo “às novas tecnologias”.

As dioceses com maior movimento turístico são convidadas a criar um grupo para sensibilizar e formar pessoas e instituições eclesiais envolvidas no acolhimento aos turistas, em colaboração com a sociedade civil.

Os delegados presentes no encontro, provenientes de todas as dioceses à excepção da do Funchal, analisaram igualmente as peregrinações aos santuários, tendo concluído que é preciso “acolher e respeitar a pessoa do peregrino na sua forma de expressar a sua procura de Deus”.

Depois de alguns anos de decréscimo, o turismo termal regista um aumento de visitantes, pelo que as paróquias onde se localizam as estâncias devem elaborar o seu projecto pastoral tendo em conta os utilizadores, "na sua situação de saúde e necessidades espirituais”.

A assembleia propôs que o próximo encontro nacional dos secretariados diocesanos da mobilidade humana se realize na diocese de Aveiro, de 4 a 7 de Julho de 2011.

Ecclesia

Pub