Pub

Nos encontros, que se realizaram pela manhã no salão paroquial de São Luís, em Faro, para os jovens das paróquias das vigararias de Faro e Tavira, no salão paroquial das Ferreiras para os jovens das paróquias da vigararia de Loulé e no Centro Paroquial de Santo André, na Penina (Alvor), para os jovens das paróquias da vigararia de Portimão, foi apresentado um filme sobre a história das JMJ, foram ainda vistas algumas fotografias com a participação dos jovens algarvios em anteriores edições e foi também visto um vídeo sobre a JMJ de Madrid cujo tema é "Enraizados e Edificados em Cristo, firmes na fé" (Col. 2,7).

Depois desta primeira parte, onde foram, por exemplo, passados em revista os números de participações nas edições anteriores, o Sector Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ) aludiu a aspectos práticos. Foi explicado que a idade mínima de participação é de 16 anos e que as excepções terão de ser analisadas caso a caso e que a idade máxima é de 30 anos, aceitando-se acima deste limite apenas os animadores, sacerdotes ou religiosos.

O alojamento será “simples”, em escolas, ginásios, paróquias ou famílias e conhecido apenas à chegada a Madrid e apelou-se à inscrição através do SDPJ para que o grupo algarvio fique alojado na mesma zona, para que possam ter acesso ao kit nacional que incluirá os distintivos nacionais e possam participar no encontro nacional, no dia 18 de Agosto, previsto com os bispos portugueses.

Foram ainda apresentadas as duas modalidades da participação algarvia na JMJ de Madrid. A primeira, no valor de 315 euros por pessoa, contempla apenas a participação na JMJ, com partida do Algarve no dia 15 de Agosto e regresso no dia 22 desse mês e a segunda, no valor de 430 euros por pessoa, com saída do Algarve no dia 5 de Agosto, prevê a passagem de 7 a 14 por Taizé e regresso ao Algarve no dia 22 do mesmo mês.

Para além das viagens de autocarro, em ambas as modalidades é contemplada a inscrição na JMJ com os respectivos materiais promocionais, o alojamento e a alimentação nos termos previstos, o acesso a transportes públicos em Madrid, o kit nacional de identificação dos portugueses e a quota de solidariedade com os países mais pobres estabelecida pela organização. Na segunda modalidade, a inscrição contempla ainda a estadia (alojamento e alimentação) em Taizé.

No caso da primeira modalidade, as três prestações serão pagas em 2011 no dia 15 de Janeiro (115 euros), 12 de Março (100 euros) e 4 de Junho (100 euros) nos três encontros formativos para a JMJ. Até dia 14 de Março, no caso de desistências, será devolvido 70% do valor pago. Na segunda modalidade, as três prestações serão pagas nos mesmos dias, sendo 150 euros no primeiro, 150 euros no segundo e 130 euros no terceiro. Após o dia 15 de Março, no caso de desistências, não haverá lugar a qualquer reembolso, a não ser que existam substitutos em lista de espera que cumpram as condições de inscrição e os desistentes só serão reembolsados caso os substitutos paguem as prestações vencidas até à data.

No encontro de Faro participaram 30 pessoas das paróquias de Quelfes, Santa Bárbara de Nexe, São Luís, São Pedro (incluindo a comunidade do Patacão) e Sé de Faro e do Agrupamento 98 do CNE – Corpo Nacional de Escutas e do Movimento dos Focolares. Nas Ferreiras estiveram 55 participantes das paróquias de Ferreiras, Guia, Lagoa e Loulé e na Penina compareceram 19 pessoas das paróquias de Alvor (incluindo a comunidade da Penina), Estômbar, Matriz de Portimão e Mexilhoeira Grande.

O SDPJ já adiantou que espera conseguir levar a Madrid cerca de 300 jovens algarvios. Recorde-se até agora as JMJ com maior participação algarvia: Santiago de Compostela (1989) participaram 50 algarvios, em Paris (1997) participaram 150, em Roma (2000) participaram 400, em Colónia (2005) participaram 113 e em Sidney (2008) participaram 13. Os interessados em participar ou saber mais informações deverão contactar o SDPJ no Largo da Sé, 19-20, em Faro ou através do telefone 289 807 590 ou do e-mail juventude@diocese-algarve.pt.

Samuel Mendonça

Pub