Pub

Hoje termina o prazo de apresentação de propostas para a compra de quatro prédios localizados na Vila Adentro, entre os quais o edifício do antigo Magistério Primário e da Escola Profissional D. Francisco Gomes.

"Por enquanto não há sinais de grande agitação no mercado", referiu à Lusa Macário Correia, sublinhando que será difícil que apareçam propostas para a compra daqueles imóveis tão em cima da hora. Esta é a sétima hasta pública que a autarquia lança em três anos, depois de já ter posto à venda terrenos para quase 300 fogos habitacionais, a antiga Fábrica da Cerveja e um terreno para a construção de um hotel de quatro estrelas, na Penha.

Com a venda de mais de 20 imóveis e terrenos, a autarquia esperava encaixar cerca de 13 milhões de euros, que ajudariam a saldar dívidas, mas durante os três anos de mandato, Macário Correia apenas conseguiu fazer vendas de dois milhões de euros.

"Temos vendido coisas pequenas, entre terrenos e casas velhas, mas os grandes edifícios não se têm vendido", afirmou, destacando que o melhor negócio até agora foi a venda de um terreno à entrada da cidade, por um milhão de euros, onde entretanto abriu um posto de combustíveis de baixo custo.

No início do mês, tinha terminado outra hasta pública através da qual foi colocado à venda o terreno mais caro, até agora: uma parcela destinada a loteamento em Porto Carro, freguesia de Estoi, com uma base de licitação de seis milhões de euros.

O terreno tem capacidade para 91 lotes com um máximo de três pisos, num total de 292 fogos, e possui ainda mais de uma dezena de frações para comércio e espaços verdes.

Desta hasta pública fazia também parte a antiga Fábrica da Cerveja, com um valor base de dois milhões de euros e que pode ser convertida num empreendimento turístico ou habitacional, e uma parcela de terreno destinada a um hotel de quatro estrelas com vocação desportiva, no Complexo Desportivo da Penha, por 2,3 milhões de euros.

Apesar da dificuldade em vender o património da autarquia, Macário Correia assegurou à Lusa que não pretende desistir e que continuará a tentar aliená-lo.

Lusa
Pub