Pub

O sacerdote, natural do norte da Polónia, acompanha aquela comunidade imigrante, constituída por cerca de 140 elementos, que se reúne uma vez por mês para celebrar a eucaristia na igreja de Vilamoura, disponibilizada pela Diocese do Algarve para a realização da celebração em polaco.

Este ano, e pela primeira vez, os católicos polacos no Algarve irão celebrar juntos a missa do dia de Natal naquela igreja. Poucos dias depois, no Dia de Reis (6 de janeiro), aqueles imigrantes voltam a realizar o tradicional encontro da comunidade.

Ordenado no seu país natal, o padre Dariusz Pestka veio há 11 anos para Portugal, concretamente para a Diocese de Beja, com o intuito de aprender língua portuguesa para seguir para o Brasil, mas acabou por ficar cá.

Desde então foi pároco das paróquias de Ermidas do Sado (9 anos), Alvalade (8 anos) e São Francisco da Serra (2 anos), na vizinha diocese alentejana e, este ano, veio para a diocese algarvia a fim de fazer o mestrado em Psicologia Social e das Organizações na Universidade do Algarve.

Para além da assistência espiritual aos imigrantes polacos, o padre Dariusz Pestka está a colaborar com a paróquia de São Pedro de Faro, uma vez que assiste a comunidade das irmãs Carmelitas Descalças, sedeadas no sítio do Patacão, pertencente à área daquela comunidade paroquial. O sacerdote, para além de presidir diariamente à celebração da eucaristia no Carmelo de Faro, colabora também com aquela paróquia na celebração de missas e na administração do sacramento da Reconciliação.

Samuel Mendonça

Pub