Pub

“Parece que os cristãos descobriram agora a pólvora, quando há 2000 anos já surgiu uma espiritualidade do Oriente que é Jesus Cristo”, afirmou o sacerdote, cintando um antigo bispo do Algarve.

“Vivemos como se não tivéssemos fé e como se tivéssemos de ser como os outros. Temos uma fé e não podemos fazer tudo o que os outros fazem”, advertiu o padre Flávio Martins, considerando que os católicos são “chamados a ser sinais da fé e não beatos”. “Se nos portamos como os outros, se leio o horóscopo, se vou à cartomante ou à vidente, não acredito naquilo que estou a proclamar”, afirmou ainda.

Samuel Mendonça

Pub