Pub

O sacerdote, com o cargo de tesoureiro, é membro da equipa liderada pelo novo diretor da ONPT, o padre Carlos Godinho, pároco do Lusos (Diocese de Coimbra), cuja nomeação foi conhecida na última terça-feira (8 de maio), após reunião do Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa.

A nova equipa é ainda composta pelo padre Sezinando Alberto, reitor do Santuário de Cristo Rei, em Almada, como secretário; por Sandra Costa Saldanha, diretora do Secretariado Nacional dos Bens Culturais da Igreja, por frei José Miguel Loureiro, comissário da Terra Santa em Portugal, por Varico Pereira, representante de TUREL – Turismo Cultural e Religioso, e por Rosário Frazão, da agência de viagens ‘Verde Pino’ e um representante do Santuário de Fátima, como vogais.

A Obra Nacional da Pastoral do Turismo é um organismo previsto na estrutura da Igreja Católica em Portugal desde 1970 mas que nunca tinha chegado a concretizar-se.

Uma das prioridades desta entidade vai ser a criação de “itinerários turísticos religiosos”, dado que os turistas “vêm a Fátima, passam pela igreja de Santo António, a Sé e os Jerónimos, em Lisboa, e pouco mais”, explicou à Agência Ecclesia o frei Sales Dinis, secretário da Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana.

Redação com Agência Ecclesia
Pub