Inicio | Igreja | Peregrinação jubilar da Diocese do Algarve a Roma com 90 pessoas acompanhará canonização de madre Teresa

Peregrinação jubilar da Diocese do Algarve a Roma com 90 pessoas acompanhará canonização de madre Teresa

Madre_teresa_calcutaA peregrinação que a Diocese do Algarve vai promover a Roma (Itália), de 1 a 7 de setembro deste ano, por ocasião deste Ano Santo da Misericórdia proclamado pelo papa Francisco (dezembro de 2015 a novembro de 2016), contará com 90 participantes de todo o Algarve e acompanhará a canonização de madre Teresa de Calcutá que será celebrada a 4 de setembro, pelas 10.30h de Roma (menos uma em Lisboa).

O quarto dia da peregrinação jubilar algarvia – que já tinha sido anunciado como um dos pontos altos pela participação na celebração eucarística do Jubileu dos Operadores e Voluntários da Misericórdia (no contexto da qual irá ser proclamada santa a fundadora das Missionárias da Caridade) – ganhou assim ainda mais destaque.

O dia e a data da celebração da canonização de madre Teresa de Calcutá, que decorrerá sob a presidência do papa Francisco na Praça de São Pedro, foram anunciados pelo Vaticano no mês passado.

Entre os participantes da peregrinação algarvia, que será presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, estão ainda os padres Carlos de Aquino, Fernando Pedro e Manuel Condeço e os diáconos Albino Martins e Rogério Egídio. Não obstante ser particularmente centrada na visita à cidade de Roma, incluirá uma passagem por Assis – pela evocação de São Francisco e do próprio papa Francisco –, e a Pompeia para visita das ruínas da cidade do tempo da Roma Antiga. Destaque ainda para a ida a Viterbo para visita do túmulo do único papa português, João XXI, e ao Monte Cassino, onde foi fundada a Ordem dos Beneditinos.

Assim, após o embarque no aeroporto de Faro e a viagem de avião até à capital italiana, os peregrinos serão alojados num hotel da cidade onde permanecerão durante toda a semana, seguindo-se de tarde, a visita com guia local à praça, basílica e catacumbas de São Pedro, no Vaticano.

O dia 2 de setembro será para visita, igualmente acompanhada por guia local, às basílicas de São Paulo Extra Muros, São João Latrão e batistério, Santa Maria Maior e de São Clemente e catacumbas de São Sebastião.

No dia 3 de setembro, os peregrinos sairão então com destino a Assis e passagem por Viterbo. Para além da visita da basílica e do túmulo de São Francisco, onde poderão admirar também os frescos de Giotto, visitarão ainda a basílica de Santa Clara, onde se encontra o crucifixo do discernimento de São Francisco e o túmulo e as relíquias de Santa Clara.

O quarto dia, para além da já referida participação na celebração do Jubileu dos Operadores e Voluntários da Misericórdia que incluirá a canonização de madre Teresa, tem ainda prevista à tarde a visita ao Castelo de Sant’Angelo, ao Panteão, praça Navona e Fontana de Trevi.

No dia 5 de setembro, os peregrinos visitarão, acompanhados do guia local, os museus do Vaticano e a capela Sistina, o Coliseu, o Arco de Constantino, o Fórum Romano e a praça de Veneza.

No sexto dia, a peregrinação contempla a visita às ruínas de Pompeia com passagem pelo Monte Cassino, colina rochosa a cerca de 70 quilómetros de Roma onde São Bento de Nursia fundou a Ordem dos Beneditinos, num mosteiro que ainda hoje ali se pode visitar.

No último dia, os peregrinos participarão na Audiência Papal no Vaticano e, de tarde, na eucaristia na igreja de Santo António dos Portugueses, antes do embarque para regresso a Faro.

A peregrinação diocesana será acompanhada pelo Folha do Domingo.

Verifique também

Seminário de Faro conta este ano com dois seminaristas da Arquidiocese de Évora

O Seminário de São José de Faro, instituição dedicada à formação dos futuros sacerdotes da …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR