Inicio | Sociedade | PJ detém suspeito de burla e falsificação de documentos em Faro

PJ detém suspeito de burla e falsificação de documentos em Faro

A Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de ter realizado burlas e falsificações relacionadas com compra e venda de imóveis, ocorridas de “forma continuada” nos últimos meses, em Faro, anunciou no sábado a diretoria do sul.

O detido, de 65 anos e com antecedentes criminais no Canadá, já foi presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial e ficou sujeito a apresentações bissemanais, proibido de se ausentar do país e de contactar com as alegadas vítimas como medidas de coação, adiantou a Judiciária num comunicado.

A PJ recolheu provas que levam a crer que o homem dizia estar à espera de uma “iminente transferência bancária de 200 milhões de euros” para realizar contratos de promessa de compra e venda de “estabelecimentos comerciais e propriedades de valores elevados e de referência em termos urbanísticos da cidade de Faro e de outras zonas do Algarve”, revelou a diretoria do sul.

A Judiciária acredita que, já “na posse destes contratos” e “falsificando documentos bancários”, procurava “extorquir dinheiro aos vendedores dos imóveis, alegando que precisava de um adiantamento para desbloquear a transferência bancária e desta forma proceder à escritura” dessas propriedades.

A PJ mencionou ainda que o homem, sem profissão conhecida, foi detido no âmbito de uma investigação desenvolvida pelo Ministério Público, através do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro.

Verifique também

Um morto em atropelamento ferroviário na passagem de nível de Almancil

Uma pessoa morreu ontem após ser colhida por um comboio, na passagem de nível de …