Pub

Segundo a PJ, seis dos detidos, com idades entre os 21 e os 42 anos, são estrangeiros, sendo os restantes oito, de nacionalidade portuguesa.

O produto estupefaciente, proveniente de Marrocos, estava dividido e acondicionado em 75 fardos, 50 dos quais detetados no interior de uma viatura, enquanto os restantes encontravam-se ainda na embarcação que procedeu à sua recolha no mar.

Trata-se da segunda maior apreensão deste produto estupefaciente registada, este ano, no Algarve, região onde as autoridades apreenderam, a 4 de Maio, quatro toneladas do mesmo produto na Praia da Figueira, no concelho de Vila do Bispo.

A operação “Aleluia”, desencadeada pela Unidade de Combate ao Tráfico de Estupefacientes (UNCTE) em colaboração com a Diretoria do Sul e com a Unidade de Controlo Costeiro da GNR, culminou ainda com a apreensão de três embarcações, sete viaturas automóveis, dinheiro e diversa documentação.

A componente operacional da investigação contou ainda com a colaboração da Guardia Civil de Espanha, e da Marinha de Guerra e Força Aérea portuguesas.

Os 14 detidos serão hoje presentes ao tribunal para serem submetidos ao primeiro interrogatório judicial e fixação de eventuais medidas de coação.

A Polícia Judiciária remeteu mais esclarecimentos para a conferência de imprensa, marcada para as 16:30, para o Ponto de Apoio Naval da Marinha, em Portimão.

Lusa

Pub