Pub

Policia_judiciariaA Polícia Judiciária (PJ) está desde as 13:00 de hoje a concentrar as atenções na residência onde vivia o rapaz hoje encontrado morto em Portimão, tendo estabelecido um perímetro de segurança em redor da casa para efetuar diligências.

Ao local acorreram uma dezena de inspetores daquela polícia, que se encontram no interior da habitação com a mãe do jovem. A mulher acompanhou hoje de manhã os inspetores logo após a descoberta do corpo do filho.

Fonte próxima da investigação admitiu que as diligências, junto à moradia, poderão ser demoradas.

A mãe do rapaz regressou a casa às 13:00, acompanhada pela Judiciária, três horas depois de ter sido levada para interrogatório.

A mulher, que comunicou o desaparecimento do filho de 15 anos no dia 22 de fevereiro, já tinha sido antes ouvida pela polícia.

O corpo do rapaz foi descoberto pouco depois das 09:00 de hoje num terreno baldio, entre o sítio das Vendas e o Malheiro.

Pub