Pub

© Luís Forra/Lusa
© Luís Forra/Lusa

A Polícia Judiciária (PJ)  efetuou ontem perícias na residência onde vivia a cidadã britânica desaparecida desde novembro de 2014, na zona de Alcalar, em Portimão, cujo corpo foi na terça-feira encontrado enterrado.

Uma equipa de inspetores da PJ regressou ontem, cerca das 12:15, à casa onde o casal vivia há vários anos. O corpo da mulher, de 72 anos, foi encontrado enterrado no quintal da moradia, situada a cerca quatro quilómetros do Autódromo Internacional do Algarve.

Os peritos procedem à recolha de indícios que possam esclarecer as circunstâncias em que ocorreu a morte da mulher.

O marido da vítima, de 59 anos, foi detido e indiciado por homicídio qualificado, depois de, na terça-feira, ter indicado à polícia o local onde se encontrava enterrado o corpo.

A mulher estava desaparecida desde novembro de 2014, tendo o seu desaparecimento sido comunicado por familiares às autoridades britânicas que alertaram a polícia portuguesa.

O companheiro e suspeito da morte da cidadã britânica vai ser presente a tribunal para ser ouvido em primeiro interrogatório judicial e para aplicação de eventuais medidas de coação.

Pub