Pub

Madeleine_mccann_posterA polícia britânica disse na segunda-feira que está interessada em receber depoimentos de habitantes da Praia da Luz, no Algarve, sobre o desaparecimento de Madeleine McCann em 2007 e pretende localizá-las.

“Nós gostaríamos muito de contar com a ajuda e assistência contínua da comunidade portuguesa em particular”, disse à agência Lusa o inspetor responsável pela investigação, Andy Redwood.

Em menos de 24 horas, a Scotland Yard divulgou seis retratos-robô de cinco pessoas que quer identificar, porque foram vistas na noite e nas imediações do apartamento de onde desapareceu a criança inglesa a 03 de maio de 2007, na Praia da Luz, concelho de Lagos.

A polícia fez na segunda-feira um apelo público no programa Crimewatch, da BBC, em que refere o interesse em localizar um homem branco, cabelo curto castanho e estatura média entre os 20 e os 40 anos e cara sem barba, que transportava uma criança pelas 22:00 horas.

Referiu também que quer identificar uma série de homens de cabelo claro que terão sido vistos a rondar o apartamento da família McCann e um grupo de homens de cabelo escuro que andou a fazer recolha de donativos para solidariedade junto ou dentro do complexo, e que os detetives acreditam serem fraudulentos.

“Estou convencido de que há mais informação que podemos obter e é por isso que juntámos estes elementos chave. Se a comunidade portuguesa nos puder ajudar com isso, a saber quem eram estes indivíduos, por favor faça-o”, afirmou o inspetor responsável pela investigação à Lusa.

Redwood acrescentou que a informação pode ser transmitida diretamente à polícia britânica ou à Polícia Judiciária, que destacou seis elementos da diretoria de Faro para assistir os britânicos nas diligências necessárias.

“Podem telefonar a uma polícia qualquer. É provavelmente melhor que falem com a polícia portuguesa primeiro. Mas se quiserem falar connosco na mesma, os nossos contactos são públicos e podem entrar em contacto. Claro que qualquer informação recebida será partilhada com os nossos colegas da polícia portuguesa”, garantiu.

O apelo transmitido na estação pública britânica foi feito num programa dedicado à emissão de apelos públicos para obter informação relativa a crimes em investigação pela polícia.

Será repetido na Alemanha, Holanda e Irlanda, tendo sido oferecida uma recompensa de 20 mil libras (24 mil euros) a quem dê informação que leve à detenção e acusação da pessoa responsável pelo desaparecimento de Madeleine McCann.

Em Portugal, referiu Redwood, não está previsto realizar um apelo no mesmo modelo, porque no país “não há programas semelhantes e as rotinas são diferentes.

Pub