Pub

Segundo o comissário da PSP Jorge Carneiro, “a operação pode ser incluída na tipologia” no conjunto de mega-operações anunciadas na sexta-feira pelo ministro da Administração Interna, Rui Pereira, durante uma visita ao Algarve.

O comissário adiantou que têm sido reportados por moradores sucessivos problemas relacionados com armas ilegais no bairro.

Na terça-feira a PSP recebeu queixas de disparos no local, tendo mesmo um projéctil entrado numa habitação vizinha, sem, no entanto, provocar feridos.

No terreno estiveram hoje cerca de 80 agentes da PSP, entre elementos do corpo de intervenção, equipas de intervenção rápida, de patrulhas, do núcleo de armas e explosivos e dos departamentos de investigação criminal e trânsito.

O bairro foi cercado durante uma hora ao fim da tarde e a PSP fiscalizou todas as habitações, assim como os veículos que circulavam nas proximidades.

O responsável remeteu mais resultados da operação para um comunicado a divulgar na quinta-feira de manhã.

Pub