Pub

As quatro pessoas “não tinham licença para a apanha desta espécie e, além disso, excediam as quantidades permitidas de capturas, que são de um quilograma para possuidores de licença de pesca lúdica e de 15 quilogramas para mariscadores”, explicou o comandante Cruz Martins, da Autoridade Marítima do Sul.

A apreensão foi feita na sequência de uma ação de fiscalização realizada pela Polícia Marítima no âmbito de um reforço da vigilância sobre a captura de espécies na Costa Vicentina, precisou a mesma fonte, frisando que os perceves apreendidos, “como não podem ser devolvidos ao mar, serão distribuídos por instituições de caridade”.

Lusa

Pub