Pub

Fonte da empresa revelou que a Estradas de Portugal vai apresentar “uma imagem reformulada das praças de portagem, que inclui sinalização semafórica e disponibilização aos clientes de novas funcionalidades nos equipamentos de pagamento, nomeadamente apoio de voz à operação e possibilidade de comunicação” com o centro de atendimento.

A empresa frisou que, ao contrário do que aconteceu na Páscoa de 2012, não vai colocar pessoal junto aos sistemas de aquisição de títulos para as portagens eletrónicas situados nas fronteiras entre Portugal e Espanha e são servidas por antigas autoestradas Scut (vias sem custos para o utilizador).

A Estradas de Portugal justificou esta decisão com “o sucesso” dos sistemas de pagamento, como o ‘Easy Toll’, “que conta já com cerca de 200 mil utilizações”, e ‘Toll Card’”, introduzidos em julho passado, já depois do período de Páscoa.

“Com a disponibilização a 01 de julho do ano passado de dois novos meios de pagamento destinados aos condutores de veículos com matrícula estrangeira, os sistemas ‘Easy Toll’ e ‘Toll Card’, [a empresa] considera estarem reunidas todas as condições para dar resposta ao fluxo de turistas estrangeiros no período pascal”, assegurou a Estradas de Portugal.

A empresa frisou que, com a “evolução da solução ‘Easy Toll’” que irá introduzir na segunda-feira, estão garantidas formas de “ir ao encontro das necessidades dos turistas e emigrantes que visitam o nosso país e pretendem circular nas autoestradas equipadas com portagens eletrónicas”.

O sistema "Easy Toll" permite que os condutores de veículos com matrícula estrangeira, com a simples passagem de um cartão bancário, possam associar a matrícula ao cartão, pelo período de um mês, sendo as passagens debitadas na conta associada.

Os estrangeiros que entram em Portugal podem ainda dispor do "Toll Card", um cartão parecido com uma "raspadinha", que está previamente carregado com um valor (cinco, dez, 20 ou 40 euros), que o cliente deve ativar e associar à matrícula, através do envio de uma mensagem escrita via telemóvel (SMS).

Os sistemas estão disponíveis nas zonas fronteiriças de Vilar Formoso (autoestrada A25), Vila Real de Santo António (A22), Chaves (A24) e Vila Nova de Cerveira (EN13).

Lusa

Pub