Pub

Presidente_camara_faro_inauguracao_no_varianteO presidente da Câmara de Faro defendeu hoje uma nova ligação rodoviária entre a Variante Norte à cidade, inaugurada na quarta-feira, e a Via Infante de Sagres (A22) para escoar o tráfego no acesso ao Aeroporto Internacional de Faro.

“É importante que se faça agora uma ligação à Via Infante de Sagres, de forma a facilitar e escoar o trânsito com origem e destino no aeroporto, bem como à Universidade do Algarve e à praia de Faro”, disse à agência Lusa o presidente da autarquia, Rogério Bacalhau (PSD).

O governante indicou que já transmitiu ao secretário de Estado das Infraestruturas “a necessidade da construção da rodovia”, pedindo que a inscreva no topo das prioridades do Governo.

“Pedi ao senhor secretário de Estado para se empenhar na concretização do financiamento necessário para lançar a obra”, referiu o autarca, sublinhando que o governante “tomou nota e registou o pedido e a importância da ligação entre a Variante Norte a Faro e a Via Infante de Sagres”.

O autarca lembrou que quando foi projetado o nó de ligação da Variante a Faro à Estrada Nacional 2 (EN2) estava prevista a ligação à Autoestrada (A22), “permitindo a sua inclusão no sistema de circulação viária nacional de uma forma muito mais coerente”.

“É importante que se faça o mais rapidamente possível, de forma a completar um eixo rodoviário de grande importância para todos, contribuindo para servir na plenitude os propósitos de promover o desenvolvimento do concelho e da região”, observou o autarca.

Para Rogério Bacalhau, a abertura dos novos nós de ligação da Variante Norte a Faro à EN2 e Rio Seco, que estavam por concluir desde agosto de 2015, “permitem um escoamento considerável de tráfego rodoviário das artérias da capital algarvia, facilitando a circulação para quem se desloque entre Faro, Olhão e São Brás de Alportel”.

“A conclusão desta infraestrutura era fundamental e aguardada há mais de 20 anos”, realçou Rogério Bacalhau, recordando que “a capital algarvia fica agora servida por três acessos rodoviários que oferecem segurança e comodidade”.

De acordo com a Infraestruturas de Portugal, entidade gestora da obra, a ligação da Variante Norte a Faro à EN2, via que integra a Subconcessão Algarve Litoral, resultou de uma reformulação do nó construído na Estrada Nacional 125/Variante de Faro, aberto ao tráfego em agosto de 2015.

Lançada em 2009, a obra da Variante Norte teve uma paragem de 900 dias por dificuldades financeiras do consórcio construtor e recomeçou em agosto de 2014 a cargo da subconcessionária Rotas do Algarve Litoral. Representou um investimento superior a 14 milhões de euros.

Numa extensão de cerca de 2,5 quilómetros, a via dá continuidade ao atual lanço já em serviço entre o nó de Faro e a EN2, completando a Variante à EN125, executada no âmbito do contrato da Subconcessão do Algarve Litoral.

O novo traçado tem início no nó com a EN2, estrada de São Brás, e termina na EN125, após o cruzamento com a Estrada Municipal 522, no Rio Seco.

Pub