Pub

Num e-mail enviado ontem às IPSS – Instituições Particulares de Solidariedade Social mediadoras e/ou beneficiárias, ao qual FOLHA DO DOMINGO teve acesso, o CDSS confirma a entrega apenas destes três produtos.

Recorde-se que só em setembro e novembro deste ano é que irão ser fornecidos os restantes produtos contemplados no PCAAC deste ano: queijo, arroz, cereais, atum, óleo, azeite, salsichas, açúcar, arroz, massas, manteiga, feijão, tomate ou azeite.

A maioria das IPSS lamenta a planificação de entrega dos produtos do programa europeu de ajuda alimentar aos mais carenciados e todas asseguram que tiveram de voltar a fazer um esforço adicional para apoiar alimentarmente os seus beneficiários até esta altura do ano. Esforço particularmente acentuado num ano em que aumentaram exponencialmente os pedidos de ajuda e, nesta fase, uma vez que o primeiro fornecimento do PCAAC só trará os três produtos referidos, ficando os carenciados até setembro sem o habitual complemento.

A distribuição do PCAAC no Algarve será este ano efetuada no âmbito de um protocolo estabelecido entre o CDSS e o Banco Alimentar Contra a Fome, “atendendo à vasta experiência logística que detém nesta matéria”. Por isso, o levantamento dos produtos pelas IPSS irá ocorrer no armazém de Faro, para as entidades sedeadas nos concelhos de Albufeira a Vila Real de Santo António, e no armazém de Portimão, para as entidades sedeadas nos concelhos de Vila do Bispo a Silves.

O CDSS informou ainda todas as IPSS mediadoras e/ou beneficiárias, das quais cerca de 30 estão ligadas à Igreja Católica, que o leite que irá ser entregue tem validade até 30 de Setembro próximo e apela para que a distribuição dos produtos aos beneficiários diretos “se venha a concretizar o quanto antes”, na medida do “possível até final de agosto de 2012”. Segundo o CDSS, o prazo de validade do leite obrigará a que as entidades que recebem maior quantidade do produto sejam as primeiras contempladas na entrega “por forma a que os prazos de distribuição sejam compatíveis para o consumo dos beneficiários”.

No Algarve será entregue um total de 85.896 pacotes de bolacha, 58.080 litros de leite e 14.680 pacotes de papa. As três entidades algarvias que apoiam maior número de carenciados e que, por isso, receberão maiores quantidades para entrega serão a Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa (8.028 pacotes de bolacha, 5.424 litros de leite e 1.380 pacotes de papa), a Caritas Diocesana do Algarve (4.572 pacotes de bolacha, 3.084 litros de leite e 780 pacotes de papa) e a Santa Casa da Misericórdia de Moncarapacho (3.960 pacotes de bolacha, 2.784 litros de leite e 700 pacotes de papa).

Samuel Mendonça
Pub