Pub

Foto © Manuel Teles/Lusa
Foto © Manuel Teles/Lusa

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse ontem que espera que a nova ligação aérea entre Bragança e o Algarve esteja a funcionar no verão.

A fase de apresentação de propostas terminou a 28 de maio e apenas uma empresa avançou, a Aerovip, que já fazia a carreira aérea Bragança/Vila Real/Lisboa suspensa em 2012 com o argumento de que a Bruxelas não autorizava o modelo de financiamento que vigorou durante 15 anos.

O previsto é que o avião regresse nos mesmos moldes de financiamento, mas com um percurso diferente do anterior que vai de Bragança, a Vila Real, Viseu, Tires e Portimão.

O primeiro-ministro disse ontem, em Bragança, à margem de uma visita à Expo Trás-os-Montes, que espera que o avião regresse no verão, admitindo que “foi um processo demorado, mas finalmente foi possível lançar o concurso depois de cumprir todos os requisitos com a Comissão Europeia”.

“Espero que esta ligação esteja a funcionar e que finalmente as pessoas de todas estas regiões tenham a possibilidade de retomar uma ligação que fazia realmente muita falta, mas que nós não conseguimos que estivesse operacional mais cedo”, declarou.

A adjudicação do serviço ainda está pendente do visto do Tribunal de Contas.

A carreira aérea será subsidiada durante três anos com 7,8 milhões de euros atribuídos diretamente à operadora.

Pub