Pub

Joao_luis_goncalvesTem lugar amanhã, no Seminário de Faro pelas 21h, uma palestra que aborda a legalidade do julgamento de Jesus Cristo.

A reflexão, sob o tema “O processo civil de Cristo”, será apresentada por João Luís Gonçalves, procurador da República no Tribunal de Família de Faro, que se centrará na perspetiva de Jesus enquanto cidadão, abordando os seus direitos e deveres, os tribunais, as irregularidades do processo, bem como as questões suscitadas sobre a anulação civil do processo de Cristo.

Recordando que Jesus foi preso “na quinta-feira depois da ceia, passou por vários tribunais, foi julgado e condenado durante a noite e manhã e executado logo de seguida no mesmo dia”, o magistrado do Ministério Público, salienta haver “quem entenda que é impossível ter acontecido como descrevem os Evangelhos” e “quem diga que existiram tantas irregularidades que, na realidade, não se tratou de julgamento mas de um assassinato”.

O orador, que já foi assessor do Ministério da Justiça de Timor-Leste, publicou já em 2002 um livro, intitulado “Julgamento de Cristo”, sobre esta temática e editou em 2008 uma outra publicação com uma peça de teatro intitulada a “Revisão da sentença de Cristo”.

Pub