Inicio | Igreja | Programa cultural marca a reabertura da igreja matriz de Portimão

Programa cultural marca a reabertura da igreja matriz de Portimão

Lembrando que a reabertura da matriz é um “momento em que não só a paróquia, mas toda a cidade se revê, porque a matriz acaba por ser a igreja de referência onde muita gente foi batizada porque era a igreja-mãe”, o padre Mário de Sousa explica que as conferências pretendem “ajudar a entender o espaço sagrado como casa-Igreja e casa de Deus”.

A primeira, a realizar esta noite, pelas 21h, na igreja do Colégio, tem como orador D. Manuel Madureira Dias. O Bispo Emérito do Algarve abordará o tema “O Templo: sinal da presença de Deus no mundo e na vida dos homens”.

Amanhã, dia 5 de março, seguem-se, a partir das 16.30h, as conferências no TEMPO – Teatro Municipal de Portimão do pároco da matriz de Portimão, sobre “A Igreja Matriz de Portimão: casa da fé, espelho da cultura e memória de um povo” e de Maria Barroso, presidente da Fundação Pro Dignitate, sobre “A arte: lugar de encontro do humano com o divino”. “A minha conferência tentará enquadrar a preocupação que há com esta casa no contexto histórico e da fé e a dra. Maria Barroso está ligada à paróquia, participa na Eucaristia sempre que está no Algarve e foi alguém que se interessou, desde o primeiro momento, pela obra”, justifica o padre Mário de Sousa.

Na mesma sessão solene intervirão ainda José Paulo, o engenheiro responsável pelos trabalhos realizados na igreja matriz de Portimão, que apresentará uma explicação dos mesmos, e Manuel da Luz, presidente da Câmara local.

Do programa consta ainda a realização da exposição de arte sacra “Do Eterno e de nós”, cuja inauguração será amanhã, dia 5 de março, pelas 16h.

A mostra, constituída por uma seleção de cerca de 25 peças do espólio da paróquia da matriz, ficará patente ao público até ao dia 16 deste mês na galeria do TEMPO. “A ideia é poder mostrar às pessoas património que está guardado, propriedade da paróquia, e que muita gente desconhece”, explica o prior, confessando que “também é uma maneira de se incentivar a criação de um futuro Museu de Arte Sacra”, um projeto que ainda não passou da vontade da sua concretização. “Não se sabe ainda onde funcionaria, mas a paróquia tem essa disponibilidade”, afirma, no entanto, o sacerdote.

A exposição, que agora irá ser inaugurada, procura “seguir uma orientação catequética, através do Evangelho segundo São João” e “as peças escolhidas estão de acordo com essa orientação”, adianta o pároco.

Preparada pelos serviços técnicos do Museu de Portimão, a exposição integrará peças de paramentaria, ourivesaria e estatuária.

Samuel Mendonça

Programa da reabertura da igreja matriz de Portimão

4 DE MARÇO | Sexta

21.00h – Igreja do Colégio

Conferência:
O Templo: sinal da presença de Deus no mundo e na vida dos homens
D. Manuel Madureira Dias, Bispo Emérito do Algarve

5 DE MARÇO | sábado

16.00h – Galeria do Teatro Municipal «Tempo»

Inauguração da Exposição de Arte Sacra: «Do Eterno e de nós»

16.30h – Teatro Municipal «Tempo» – Sessão Solene

A Igreja Matriz de Portimão: casa da fé, espelho da cultura e memória de um povo
P. Mário José R. de Sousa, Pároco da Matriz de Portimão

A intervenção realizada na Igreja Matriz de Portimão (explicação e visualização)
Eng. José Paulo Costa (STAP)

A arte: lugar de encontro do humano com o divino
Drª Maria de Jesus Barroso Soares, Presidente da Fundação Pro Dignitate

Intervenção conclusiva
Dr. Manuel da Luz, Presidente da Câmara Municipal de Portimão

18.00h – Igreja Matriz

Eucaristia 
Preside: Senhor D. Manuel Neto Quintas, Bispo do Algarve

20.00h – Salão dos Bombeiros Voluntários

Jantar (para o jantar é necessário adquirir bilhete na Igreja do Colégio)

Verifique também

Cáritas do Algarve celebrou aniversário com eucaristia e almoço de homenagens

A Cáritas Diocesana do Algarve escolheu o passado domingo, em que a Igreja celebrou o …