Pub

Aos jornalistas, D. Carlos Azevedo, coordenador geral da visita do Papa, destacou que Lisboa e Porto são lugares mais significativos, “na impossibilidade de outras deslocações”. Em princípio, o presidente da República estará presente durante toda a visita.

O Bispo auxiliar de Lisboa assegurou que, por se tratar de “uma visita oficial e pastoral”, todo o processo será “articulado” com a Presidência da República. Este responsável afirmou ainda que apenas na passada Sexta-feira chegou de Roma a comunicação oficial do programa, hoje divulgado.

Da parte do Estado, a acompanhar a visita estará José Bouza Serrano, Chefe do Protocolo. Já esta manhã, a Presidência da República emitiu um comunicado próprio, divulgando o programa da visita papal.

“Foi com grande satisfação que a Presidência da República tomou conhecimento formal, através de Nota da Santa Sé, transmitida pela Nunciatura Apostólica em Lisboa, do assentimento de Sua Santidade o Papa Bento XVI para o Programa que Lhe foi submetido, para a Visita que efectuará a Portugal, entre 11 e 14 de Maio próximo”, refere o documento da Presidência.

Após falar na “alegria e esperança” colocadas na preparação desta viagem, D. Carlos Azevedo, destacou que a viagem papal irá decorrer no décimo aniversário da beatificação de Francisco e Jacinta, o quinto da morte da Irmã Lúcia e o centésimo do nascimento da Jacinta.

Cada Diocese a ser visitada pelo Papa irá nomear uma equipa própria. Em Lisboa será D. Carlos Azevedo a acumular as tarefas de coordenação diocesana, que no Porto estão a cargo do Pe. Américo Aguiar, vigário-geral da Diocese, e em Leiria-Fátima cabem ao Pe. Virgílio Antunes, Reitor do Santuário de Fátima.

Em cada Diocese, as celebrações terão um tema próprio: “Santidade e Evangelização”, em Lisboa; “Repartir com alegria”, em Fátima e “Igreja é Missão”. No encontro com o mundo da cultura, ciências e artes, a organização conta com a colaboração da Comissão Episcopal da Cultura, presidida por D. Manuel Clemente, Bispo do Porto.

O Bispo auxiliar de Lisboa disse ainda que a celebração na capital portuguesa deverá ser junto ao Rio, “para haver uma referência ao Santuário de Cristo-Rei”. O helicóptero irá sobrevoar o Santuário, no caminho para Fátima.

A respeito de eventuais polémicas com o governo, por causa da legalização do casamentos entre pessoas do mesmo sexo, D. Carlos Azevedo disse que a intenção do programa escolhido é destacar a dimensão dos valores, onde está presente a família, mas sem qualquer abordagem nova ao assunto. “Todos sabem qual é a posição da Igreja sobre esse tema”, declarou.

Programa

A visita começa no dia 11, com chegada marcada para as 11h00 de Lisboa, no aeroporto da Portela. Após cerimónia de boas vindas, no Mosteiro dos Jerónimos, Às 12h45, tem lugar uma visita de cortesia a Cavaco Silva, no Palácio de Belém, pelas 13h30. Às 18h15 inicia-se a celebração da Missa, em local ainda a designar, embora D. Carlos Azevedo tenha admitido que o Terreiro do Paço como hipótese, porque há “vários aspectos a serem analisados”.

No dia 12, Bento XVI reunir-se-á com figuras da cultura portuguesa, no Centro Cultura de Belém (10h00), e, ao meio-dia, receberá, na Nunciatura Apostólica, o Primeiro-Ministro.

Fátima

A partida para Fátima, em helicóptero, está marcada para as 16h40. A chegada à Capelinha das Aparições acontece pelas 17h30, seguida de uma celebração com padres, religiosos, seminaristas e diáconos na igreja da Santíssima Trindade (18h00). A recitação do Rosário e a Procissão das Velas, às 21h30, será presidida pelo Cardeal Tarcisio Bertone, Secretário de Estado do Vaticano.

No dia 13, pelas 10h00, o Papa preside à Missa. No final da cerimónia, Bento XVI visitará em privado o túmulo dos três Videntes de Fátima.

Depois do almoço com os Bispos de Portugal, o Papa tem um encontro com os membros de "organizações da Pastoral Social”, católicos ou não, às 17h00, na igreja da Santíssima Trindade, seguido de uma reunião com os Bispos do nosso país, às 18h45, na Casa de Nossa Senhora do Carmo.

Porto

Para além da Peregrinação Internacional Aniversária de Maio, em Fátima, o Papa marca presença na “Missão 2010”, promovida pela Diocese do Porto. A chegada ao heliporto da Serra do Pilar, em Gaia, acontecerá pelas 09h00, seguindo Bento XVI para a Avenida dos Aliados, onde preside à Missa, às 10h15.

A despedida de Portugal acontece pelas 13h30, no Aeroporto Internacional do Porto, com uma breve cerimónia. O regresso a Roma está marcado para as 14h00.

Pub