Pub

O projeto inicial, cuja primeira parte ficou concluída em 1995, teve assim de esperar 18 anos para ficar concluído. “Porque não havia dinheiro, tivemos de esperar até ter dinheiro para poder terminar o projeto”, explicou o padre Elísio Dias, pároco de Quarteira, à Folha do Domingo.

A obra, construída num terreno com quase 8000 m2 cedido pela Câmara de Loulé na zona nordeste da cidade, cujo direito superfície foi formalizado apenas o ano passado, custou cerca de 725 mil euros.

As salas na torre, com cerca de 35m2 cada, poderão servir para a catequese, encontros, reuniões e até para serem transformadas em quartos porque têm luz, água e esgotos. O salão, para além dos eventos da paróquia de Quarteira e outros da Igreja algarvia – como o encontro dos Grupos Bíblicos realizado já este mês –, poderá também servir para outras iniciativas porque, como explicou o padre Elísio Dias, “a cidade não tinha uma sala para mais de 100 pessoas sentadas”.

Agora ficam apenas a faltar os arranjos exteriores que deverão começar dentro de pouco tempo, incluindo o estacionamento que será feito pela Câmara de Loulé.

Samuel Mendonça

Pub