Pub

O concurso público para a escolha do projeto decorreu entre junho e novembro de 2011 e o contrato de adjudicação do projeto de execução foi assinado há cerca de duas semanas, explica aquela sociedade em nota enviada à Agência Lusa.

Com esta obra pretende-se acabar com as longas filas para a ponte e as atuais dificuldades de estacionamento na praia de Faro.

De acordo com a mesma nota, está prevista a construção de uma nova ponte de acesso que proporcionará “condições condignas” de circulação, para veículos automóveis, velocípedes e peões.

A nova ponte vai substituir a ponte atual – que só será demolida após a conclusão da obra de modo a permitir a circulação de viaturas durante esse tempo – e terá uma faixa de sentido alternado para circulação automóvel, uma faixa para bicicletas e uma outra para circulação pedonal.

A Sociedade Polis acrescenta que é intenção da Câmara Municipal de Faro criar um novo serviço pendular de transporte coletivo entre a Praia de Faro e o parque de estacionamento exterior para complementar as carreiras regulares que servem esta área.

O projeto contemplará também intervenções destinadas a promover uma valorização ecológica dos habitats envolventes, concretamente através do restabelecimento da circulação de água nos esteiros interrompidos pelo aterro do acesso viário, com recurso a passagens hidráulicas.

As obras têm um investimento total de 3,65 milhões de euro e, desse valor, 2,2 milhões de euros correspondem à melhoria e condicionamento da acessibilidade automóvel à Praia de Faro, incluindo os projetos da nova ponte e da via de acesso, explica o Polis.

A construção do parque de estacionamento exterior, terá a capacidade para 900 a mil viaturas ligeiras e os valores da obra cifram-se em 1,45 milhões de euros.

O financiamento possui uma componente comunitária, proveniente do Plano Operacional de Valorização do Território (QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional / FEDER) e uma componente nacional, através de Capital Social da Polis Litoral Ria Formosa, S.A..

O "Polis Litoral Ria Formosa" é um plano estratégico de requalificação e valorização da Ria Formosa, cujo investimento total é superior a 87 milhões de euros e prevê a constituição de uma sociedade em que os municípios de Faro, Olhão, Loulé e Tavira participam com capital social.

Lusa

Pub