Breves
Inicio | Sociedade | Protesto junta dezenas de pessoas em Aljezur contra encerramento das finanças

Protesto junta dezenas de pessoas em Aljezur contra encerramento das finanças

Protesto_encerramento_finacas_aljezur2Dezenas de pessoas participaram ontem, em Aljezur, numa “vigília cultural” em protesto contra o anunciado encerramento da repartição de finanças local, prometendo outras ações de luta até que o Governo recue na sua decisão, disse fonte da organização.

“Não aceitamos o encerramento de um serviço essencial para a população e iremos protestar através de todos os meios legais”, disse à agência Lusa João Cabral, um dos organizadores do protesto.

Organizada por um grupo de cidadãos do concelho de Aljezur, a vigília, que decorreu à porta da Repartição de Finanças, contou com a participação de artistas locais e a intervenção de representantes de partidos políticos.

De acordo com João Cabral, “o protesto pretendeu mostrar a indignação da população de Aljezur, contra o falado encerramento das Finanças, organismo que serve milhares de pessoas”.

Protesto_encerramento_finacas_aljezurJoão Cabral indicou que a população “está disposta a lutar através de todos os meios legais para evitar o fecho das Finanças na localidade”, acrescentando que “estão a ser equacionadas outras formas de luta”.

“Vamos lutar pela manutenção deste serviço, pois o seu encerramento seria muito penalizador para os cerca de 5.000 habitantes de Aljezur”, referiu.

Em outubro, o Diário de Notícias publicou um mapa sobre a alegada reorganização dos serviços de Finanças, com base em cruzamento de dados, nomeadamente do Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos.

Segundo o estudo, podem vir a encerrar metade das atuais repartições, ou seja 154 serviços, sobretudo no interior do país.

Verifique também

Homem detido em Loulé por suspeita de abuso sexual de criança

Um homem foi detido na sexta-feira por ser suspeito de ter abusado sexualmente de uma …