Pub

Segundo a PSP, um homem, de 40 anos, foi detido no interior de um estabelecimento comercial, em Portimão, depois de ter passado pelas caixas registadoras com quatro aparelhos eletrónicos, peças de vestuário e outros artigos, no valor de 1.621 euros, dissimulados num saco forrado a material isolante.

A polícia deteve, também em Portimão, um outro homem, de 43 anos, que tentou sair de um estabelecimento com quatro garrafas de champanhe, cujo valor ascende a 180 euros, sem efetuar o respetivo pagamento.

Em Lagos, foi detida uma mulher, de 23 anos, na posse de sete discos rígidos de computador, avaliados em 1.000 euros, igualmente dissimulados num saco forrado com material isolante e quando já se preparava para sair do estabelecimento.

Segundo a PSP, os sacos forrados com material isolante que evitam os alarmes, são usados cada vez mais neste tipo de furtos nos estabelecimentos comerciais.

Liliana Lourencinho com Lusa
Pub