Pub

A cerimónia de entrega das viaturas, que cobrirão todo o Algarve e substituem as antigas doze, aconteceu na sexta-feira à tarde no Governo Civil, perante os comandantes daquelas forças e os agentes que as irão ocupar.

Em declarações à Lusa, a governadora civil de Faro justificou a substituição com o facto de a antiga frota, com cerca de onze anos, já estar "muito gasta" e "antiquada", pelo que a sua substituição era "urgente".

"O apetrechamento das forças de segurança é fundamental para que a capacidade de resposta seja cada vez maior e melhor", considerou Isilda Gomes, sublinhando que o investimento foi totalmente suportado pelo Governo Civil.

"Apesar da dificuldade em fazer aquisições, foi-nos autorizada a título excepcional a aquisição destas viaturas", afirmou, sublinhando a importância de dar melhores condições de trabalho aos agentes através da atribuição de novos meios.

Isilda Gomes aproveitou ainda para realçar que a totalidade das autarquias algarvias procedeu à assinatura de 16 contratos locais de segurança, sendo que a fase seguinte será a de concretizar operações no terreno.

Questionada sobre um eventual aumento da criminalidade na região, Isilda Gomes reiterou que o Algarve "é uma região segura" e que as autoridades estão a trabalhar "afincadamente" para prevenir e reprimir actos criminosos.

Pub