Pub

Promovido pela Junta Regional do Algarve do CNE, este ano através do Agrupamento 173 de Lagos que comemora o 50º aniversário de fundação, o dia, que teve como imaginário a época dos Descobrimentos portugueses, iniciou com a eucaristia, pela manhã, no pavilhão municipal. A celebração foi presidida pelo bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, e concelebrada pelo assistente regional do CNE, padre António de Freitas, e por muitos dos sacerdotes assistentes dos 33 agrupamentos algarvios do movimento escutista.

Após a atribuição de condecorações à Câmara de Lagos, na pessoa do seu presidente, Júlio Barroso, à Junta de Freguesia de Lagos pelo “apoio constante dado ao escutismo no concelho” e ao padre Abílio Almeida, assistente local, o Dia de BP teve continuidade com o desfile dos escutas até à Praça do Infante, na baixa de Lagos, no qual participou o Grupo de Majoretes de Loulé.

Seguindo-se o almoço e as atividades realizadas, pela cidade, para as quatro secções escutistas: Lobitos, Exploradores, Pioneiros e Caminheiros (no caso do ramo terrestre) e Lobitos, Moços, Marinheiros e Companheiros (no caso do ramo marítimo).

Os Lobitos permaneceram na Praça do Infante para a realização de jogos que tiveram por base a canção “Conquistador” dos Da Vinci e os países nela referenciados. Os escutas entre os 6 e os 10 anos de idade “viajaram” nas “embarcações” construídas por eles próprios, comandados pelos guias das alcateias que encarnaram os navegadores Infante D. Henrique e Gil Eanes.

Os Exploradores e Moços (escuteiros dos 10 aos 14 anos) realizaram um jogo de cidade, percorrendo 18 postos, que teve como objetivo dar-lhes a conhecer a história da cidade, ligada aos descobridores, e alguma formação escutista.

Os Pioneiros e Marinheiros (escuteiros dos 14 aos 18 anos) também realizaram um jogo de cidade com dinâmicas de grupo por vários pontos em que tinham de interagir com equipas de diversos agrupamentos.

Os Caminheiros e Companheiros (escutas dos 18 aos 22 anos) seguiram para os lares de terceira idade da cidade, onde fizeram animação e interagiram com os utentes, tendo levado alguns a dar um passeio.

A cerimónia de encerramento do Dia de BP fez regressar os participantes (516 Lobitos, 528 Exploradores, 347 Pioneiros, 112 Caminheiros e 252 Dirigentes) ao pavilhão municipal, tendo o dia terminado em festa com a atuação de quatro agrupamentos que compuseram canções alusivas ao lema da jornada e com a “Canção do Adeus” entoada por todos.

Atualmente, o movimento escutista com mais de 25 milhões elementos no ativo, dispersos por 216 países do mundo, sendo que em Portugal existem mais de 70 mil escuteiros e no Algarve são quase 2200.

Samuel Mendonça

Pub