Breves
Inicio | Sociedade | Quem contribuir com o Banco Alimentar neste fim de semana vai “Dar 2 vezes” a quem precisa

Quem contribuir com o Banco Alimentar neste fim de semana vai “Dar 2 vezes” a quem precisa

Foto © Samuel Mendonça
Foto © Samuel Mendonça

O Banco Alimentar (BA) contra a Fome vai proceder a mais uma campanha direta de angariação de alimentos neste fim de semana que traz uma novidade em relação às anteriores.

Este ano as campanhas diretas em hipermercados, supermercados, minimercados e alguns mercados municipais decorrem sob o lema “Dar 2 vezes”, que resulta do aprofundar da responsabilidade social e ecológica do BA, que optou por substituir desde já o tradicional saco de plástico por um saco de papel, que está de acordo com as normativas europeias que entrarão em vigor no próximo ano.

Assim sendo, ao ajudar nesta campanha, qualquer cidadão contribuirá ainda mais, porque, para além da sua ajuda direta, o saco devolvido será reciclado através da campanha “Papel por Alimentos”, permitindo esta troca conseguir ainda mais bens alimentares não perecíveis.

A campanha direta de angariação de alimentos será complementada pela campanha vale, que decorrerá de amanhã até 7 de junho e pela campanha online, que teve início hoje e se prolonga até dia 7 de junho.

Em comunicado, o BA Algarve explica que, ao longo de quase oito anos de atividade (maio de 2007 a dezembro de 2014) foram distribuídas “5.633 toneladas de alimento, o equivalente a 11,27 milhões de refeições, traduzindo-se num apoio efetivo de 6,1 milhões de euros”. “Cada tonelada de alimento distribuída teve um custo de 30,25 euros e cada euro aplicado no BA Algarve gerou 35,96 euros de apoio”, acrescenta o documento.

Aquela entidade acrescenta que “o grande objetivo desta nova campanha é a recolha de 125 toneladas de alimentos, através da colaboração de mais de 2000 voluntários distribuídos por 140 pontos de recolha e 2 pontos de triagem dos alimentos recolhidos para futura distribuição”.

Segundo o BA Algarve, “no ano de 2014, o universo de instituições apoiadas subiu de 70 para 110 (cerca de 95% das IPSS’s com apoio alimentar), abrangendo todos os concelhos do Algarve para um total de aproximadamente 23.000 pessoas apoiadas (8 mil famílias)”. “Este crescimento obrigou-nos a um esforço suplementar para conseguir cobrir as necessidades dos mais carenciados em todas as faixas etárias, que vão desde idades muito jovens a seniores com necessidades de suporte. Tal esforço, conjugado com a vontade de fazer mais e melhor levou-nos a iniciar um programa de controlo e optimização das entidades e instituições beneficiadas, que nos permita avaliar a correta utilização dos bens doados”, acrescenta a organização.

Para além desta ação, os órgãos de gestão do BA Algarve pretendem rejuvenescer a imagem local da instituição através da dinamização constante da sua presença nas redes sociais, da execução de novas medidas que estejam de acordo com a sua missão primordial, sempre num quadro de abertura à comunidade e total transparência sobre os métodos da sua atuação.

Verifique também

Paróquia e a freguesia de Sagres celebraram 500 anos de criação

A paróquia e a freguesia de Sagres celebraram ontem os 500 anos da sua criação. …