Pub

Segundo fonte das relações públicas do Hospital Central de Faro, o rapaz entrou na quinta-feira de madrugada, pelas 05:30, naquela unidade com ferimentos na cabeça e está em “estado muito, muito reservado”.

A Polícia Judiciária não está a investigar o caso para já, confirmou à Lusa hoje à tarde fonte da Judiciária de Faro.

O último episódio de um assalto violento no Algarve foi registado em maio, numa rua do concelho de Albufeira, e as agressões levaram à morte de um turista britânico de 50 anos.

No seguimento do assalto violento, o Turismo do Algarve pediu um reforço policial todo o ano e a colocação de câmaras de videovigilância nas zonas comerciais, bares e calçadões das cidades do Algarve mais movimentadas.

Os hoteleiros também pediram mais policiamento de proximidade e referem que a ocorrência de crimes violentos e o aumento da insegurança no Algarve é uma consequência da falta de estratégia dos poderes públicos sobre a importância da atividade turística.

Lusa
Pub