Pub

Questionada pela Lusa, fonte do gabinete do presidente da Câmara Macário Correia disse que "efetivamente houve um pequeno problema com a água salobre, mas numa zona isolada. A FAGAR (Empresa municipal de gestão de águas e resíduos) esteve no local, fez análise e não identificou nenhuma falha ou fuga na rede de abastecimento”.

A mesma fonte explicou que "a única justificação encontrada para o problema foi a de um morador que ligou a água de um furo e, como esta tem mais pressão, entrou [a água salgada] na rede de abastecimento".

"A FAGAR realizou uma vistoria a toda a rede e não detetou mais nenhum problema", acrescentou.

A empresa municipal FAGAR deslocou-se à ilha do Farol na semana passada para fazer os trabalhos de vistoria à rede de abastecimento de água depois de moradores se terem queixado que a água das torneiras estava salobra.

Mas a fonte da autarquia garantiu que a situação foi "resolvida rapidamente" e o problema "não se voltou a verificar".

Lusa
Pub