Pub

O encontro, orientado pelo assistente do CDA, padre Carlos de Aquino, teve uma participação muito significativa com a presença de 22 acólitos oriundos das paróquias de Silves, Mexilhoeira da Carregação, matriz de Portimão, Parchal, Lagoa, Ferreiras, Boliqueime, Loulé, Sé e São Luís de Faro, Olhão e Quelfes.

Depois de uma pequena oração, o orientador propôs a interpretação e reflexão do Evangelho que viria a ser escutado naquele domingo. Foram muitos os testemunhos que os acólitos quiseram deixar a partir da interpretação daquela passagem bíblica de São Lucas. Concluindo esta primeira parte do encontro, o padre Carlos de Aquino deixou uma mensagem aos acólitos: “Somos acólitos, somos mais. Devemos estar bem cientes disso, devemos também nós ser «pescadores» de homens, tal como Jesus disse a Pedro”.

O orientador do encontro propôs aos participantes que realizassem pequenos trabalhos, os quais foram apresentados depois do almoço partilhado.

O fim do encontro ficou a cargo do presidente do CDA, Marco Matos, que apresentou aos acólitos as próximas actividades que aquele sector diocesano irá organizar, as quais destacou o Dia Diocesano do Acólito que este ano terá lugar nos dias 23 e 24 de Abril na paróquia da Sé de Faro e a Peregrinação Nacional de Acólitos a Fátima no dia 1 de Maio.

Aquele responsável mostrou também a importância da presença dos acólitos na Missa Crismal na Quinta-feira Santa, de forma a acompanharem os seus párocos à capital algarvia neste ano particularmente importante para eles, em que se celebra o ano sacerdotal.

Pub