Pub

Em declarações à Lusa, Hélder Pinto, que tem o restaurante “Hel-bar” há cerca de 30 anos, diz que além do sentimento de insegurança, os assaltos estão a dar aos turistas uma “má imagem” da zona balnear.

“Já vieram aqui turistas perguntar-me o que se passava e as pessoas que passam na praia ficam todas a olhar e a comentar”, diz, sublinhando que nos últimos seis anos já foi assaltado três vezes e que só desta é que conseguiram levar alguma coisa.

Apesar de os ladrões apenas terem retirado poucas dezenas de euros que estavam na registadora e dez garrafas de whisky (no valor de 400 euros), os prejuízos poderão ascender aos 2500 euros devido aos danos causados no restaurante.

Segundo Hélder Pinto, os assaltantes partiram a porta de entrada, que custa cerca de 1200 euros, uma janela e a caixa registadora onde se guarda o dinheiro e que está ligada ao computador, que deve custar cerca de 400 euros, diz.

“Não tiveram tempo de levar muita coisa porque o alarme começou a tocar e logo a seguir apareceu aqui gente”, refere, dizendo que a porta deve ter sido derrubada com recurso a algum veículo motorizado.

Além disso, o restaurante, que está aberto todo o ano e tem esplanada, vai ter que estar encerrado durante todo o fim de semana, e embora a época alta já tenha terminado nesta altura do ano ainda há alguns turistas na praia, acrescenta. No local estive a Polícia Marítima, que isolou a área com fitas, mas o caso vai agora ser entregue à Polícia Judiciária para investigação.

A Lusa tentou falar com o comandante da capitania local, mas tal não foi possível até ao momento.

Às 10:45 a PJ ainda não tinha chegado ao local, referiu o proprietário.

Lusa

Pub