Pub
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

No próximo dia 19 deste mês vão ser inauguradas as obras de restauro do retábulo e dos frescos do altar-mor da igreja do Colégio, em Portimão, iniciadas no dia 7 do passado mês de outubro.

Datado de século XVIII, o retábulo da igreja do Colégio da Companhia de Jesus é obra de Manuel Martins, considerado pelos especialistas e historiadores como o “maior entalhador algarvio da sua época”, e está a receber pela primeira vez uma “intervenção profunda”, explica a paróquia da matriz de Portimão em nota de imprensa, acrescentando que o painel “apenas tinha sido limpo e consolidado”, aquando das obras recuperação da igreja que permitiram, em junho de 2008, a reabertura da igreja encerrada desde a década de 1970.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A intervenção no retábulo, em fase de finalização, inclui a “consolidação da estrutura”, a “reconstrução das peças de talha desaparecidas ou danificadas”, a “remoção da sujidade acumulada assim como de repintes do século XIX”, o “restauro da pintura e do ouro” e a aplicação de um “novo frontal em talha dourada para substituir a janela de vidro que foi colocada numa intervenção anterior”.

A paróquia refere ainda que a intervenção inclui também uma “limpeza e integração dos frescos do teto e das paredes”.

Levada a cabo, durante 88 dias úteis, por uma equipa de cinco técnicos, a obra custará 37.073 euros (valor a que acresce o IVA), custo que “o município assume na quase totalidade, no esforço que com a paróquia da matriz de Portimão tem feito de conservar este património da cidade”, classificado como de “interesse municipal”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A paróquia assumiu os custos com o alojamento dos técnicos (comparticipados também pela Misericórdia de Portimão), assim como a da envernização do soalho da igreja e da renovação do sistema de som e da iluminação, num total de cerca de 10.000 euros.

No dia 19, a inauguração das obras, pelas 21h30, vai incluir um concerto, que vai contar com perto de centena e meia de vozes, de elementos do Coral Adágio, mas também da sua nova Academia de Música de Portimão.

Construída pelo fidalgo Diogo Gonçalves, que faleceu em 1664 antes de assistir à sua conclusão em 1707, a igreja do Colégio da Companhia de Jesus, cujo patrono é São Francisco Xavier, está situada na Alameda Nuno Mergulhão, em pleno centro da cidade de Portimão.

Pub