Pub

Esta companhia começou a operar no distrito de Faro em 2003 (com a rota Dublin-Faro) e, segundo Joana Henriques, diretora de Marketing e Vendas, “desde aí foi sempre a crescer”: “estamos hoje em dia com 30 rotas a operar desde Faro”, incluindo uma doméstica que liga o sul ao norte do país “num voo direto a tarifas baixas.”

A Diretora de Marketing e Vendas é apologista de que o transporte de “1.5 milhões de passageiros de e para Faro” terá “um impacto direto no (…) desenvolvimento turístico e económico da região”, uma vez a Ryanair é a companhia aérea n.º 1 a operar em Faro.

Joana Henriques afirma que, neste momento, a Ryanair tem como objetivo “chegar a todos os potenciais mercados (…) emissores de turistas para Faro e para a região sul de Portugal.”

Para além das 30 rotas já existentes, a companhia iniciou, esta semana, 13 rotas de verão que, segundo a Ryanair, “muito contribuirão para o turismo na época alta”: Baden Baden, Billund, Bornemouth, Bremen, Cork, Derry, Estocolmo Skvasta, Frankfurt Hahn, Kerry, Knock, Maastricht, Madrid, Memmingen, Nantes e Olso Rygge.

Quando questionado sobre o interesse da companhia em inaugurar as rotas na Alemanha e em França neste momento, Luis Fernadez-Mellano, representante da Ryanair, respondeu que se trata de uma estratégia empresarial motivada pelo crescimento da base de Baden Baden.

Joana Henriques aproveitou o momento para explicar que a melhor forma de combater a sazonalidade será apostar na promoção do Algarve, enquanto destino turístico.

Terminada a conferência de imprensa, teve lugar um flashmob onde participaram mais de 100 alunos da Academia de Dança do Algarve.

Rúben Oliveira com Liliana Lourencinho
Pub