Pub

RyanairO presidente da Ryanair, Michael O’Leary, disse ontem que as taxas cobradas pelos aeroportos portugueses às companhias aéreas são “demasiado altas”, particularmente durante a época baixa, impedindo, por exemplo, a extensão da época turística no Algarve.

Dando o caso do Aeroporto de Faro, O’Leary disse, durante a apresentação das rotas de inverno para Faro, não estranhar os preços cobrados durante os meses de junho, julho e agosto, mas a sua manutenção durante todo o ano, na sua opinião, não faz sentido e tornam a época turística mais curta.

O tema já tem sido discutido pela companhia aérea de baixo custo irlandesa juntamente com a administração daquele aeroporto, mas as respostas têm sido sempre de que não é possível, disse.

“Podem sim e o espaço [aeroporto] está vazio”, disse Michael O’Leary reportando-se ao movimento do aeroporto durante a chamada época baixa.

Michael O’Leary disse que a empresa tem interesse na promoção do alargamento da época de maior movimento turístico no Algarve para poder aumentar o número de rotas e de passageiros, mas também para garantir estabilidade às equipas que trabalham com as rotas que têm ligação a Faro.

Para conseguir atingir tal meta, o presidente da Ryanair sublinhou a necessidade de manter os espaços de alojamento, restauração e animação abertos por um período mais alargado como acontece com destinos concorrenciais, dando como exemplo Málaga.

Durante a conferência de imprensa realizada no Aeroporto de Faro para a apresentação da nova ligação a Memmingem (Alemanha) e o reforço do número de voos para Eindhoven (Holanda) e Londres (Reino Unido) durante o próximo inverno, a companhia anunciou que vai colocar 100 mil lugares a preços promocionais para março e abril a partir desta quinta-feira.

“Gostaríamos particularmente de ter mais rotas de inverno em Faro” disse Michael O’Leary admitindo aos jornalistas que Espanha, Alemanha, Escócia e Itália poderão ter novas ligações a Faro futuramente.

Durante o próximo verão a companhia vai manter as 27 rotas com ligação a Faro que disponibilizou ao público em 2014.

Pub